Baías e Baronis - Naval vs FCP


foto tirada do jornal "A Bola"


O jogo é mais facilmente descrito com uma onomatopeia: zzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz.
Bons primeiros 15/20 minutos e depois de algumas displicências Heltonianas (e não só) e o proverbial auto-golo, acabou por ser uma vitória fácil, como deveriam ser todas as vitórias frente a equipas como a Naval 1º Maio, claramente abaixo de qualquer nível de exigência para o primeiro campeonato de Portugal.
Vamos a notas:




BAÍAS





(+) Varela é o melhor jogador do FC Porto neste momento. Não há comparação ao ritmo que impõe e à forma como arrasta o jogo para cima dos defesas e na capacidade de criar perigo no ataque. Tem ainda muito a melhorar, entre cruzamentos longos demais e uma gritante incapacidade de rematar à baliza, é actualmente titularíssimo no FC Porto, pelo menos enquanto Rodríguez não perder alguns quilos.
(+) Falcao está como um belo dum relógio suíço: 3 jogos, 3 golos. Muito melhor que Farías na área, continua a movimentar-se com inteligência e se fosse um bocadinho mais rápido seria um caso sério. Ainda assim continua a marcar e a dar a marcar, como aconteceu com Varela no lance do segundo golo. Está cada vez mais titular, a não ser que Jesualdo opte por colocar Hulk no meio, o que creio ser um erro.
(+) Fernando é um dos indiscutíveis e continua a não desiludir. Só tenho pena que o resto do meio campo não o acompanhe na pressão um pouco mais à frente da zona de Fernando, que é a entrada da área e pouco mais.
(+) Os laterais estiveram bastante bem no apoio ao ataque, com destaque para Álvaro na primeira parte e Fucile durante todo o jogo. Fucile esteve bem melhor que noutros jogos, com mais cabeça e mais atenção na partida, deixou-me esperança para o futuro.
(+) A equipa mostrou capacidade de reacção rápida depois do azarado auto-golo de Rolando. Já vi muitos jogos em que sofremos um golo quando estamos a ganhar por dois e é um vê se te avias de despachar bolas para a frente feitos loucos, o que não se viu na Figueira.




BARONIS





(-) Uma seca de jogo. Meu Deus, que soneira que me deu durante o jogo, o que apesar de compreensível tendo em conta as poupanças tendo em vista os jogos internacionais, é mau demais. É nestes jogos que dou comigo a pensar: "Se estes gajos não dão luta, porque não golear?!!?".
(-) Vou citar exactamente o que disse na semana passada sobre o jogo do Nacional. Não é preguiça, é apenas porque não vale a pena dizer mais: "O meio-campo ainda está muito verde em funções defensivas e dá muito espaço aos adversários. É inusitado estar a ver um jogo do FC Porto e reparar que os adversários têm a posse de bola no nosso sector e não são pressionados, ficando com tempo suficiente para fazer o que querem. É verdade que nos últimos 30 metros os nossos defesas acabam por fechar as brechas, mas é preciso ter um meio-campo mais movimentado e a pressionar mais o jogador com a bola, especialmente contra equipas que sabem o que fazer com ela.". Tenho dito.
(-) A equipa da Naval é horrível. A quantidade de bolas mal cruzadas para a área e que foram direitinhas para o Helton foram incontáveis. É muito mau para a Liga ter equipas destas que não elevam patamares de competitividade e forçam a jogos lentos e chatos.
(-) Helton, meu caro Helton. Até eu, que sou um defensor do brasileiro, não acho que seja tão mau como muitos dizem (apesar de não ser excelente), mas desta vez tenho de começar a dar a mão à palmatória. Não pode ter falhas daquelas, os cruzamentos são para agarrar e não para pensar que se vão agarrar. Este ano está ali o Beto prontinho para mostrar serviço e Helton tem a margem de erro cada vez mais reduzida.


Mais uma semana, mais uma vitória. Estamos a encarreirar, e depois do sorteio malfadado da Champions', temos que subir o nível para conseguirmos objectivos mínimos. Pausa no campeonato para a Selecção e depois Leixões. Vamos a isso!

3 comments:

Vitor Daniel disse...

Um jogo nem mau nem bom, suficiente para o derrotar o Naval, mas obviamente insuficiente para os resto das equipas da Liga Sagres, apesar disso estou a ver alguma evolução na equipa e espero cada vez mais ver este F.C.Porto a crescer.
De resto concordo plenamente em tudo o que dizes.

Um abraço, http://varanda-do-dragao.blogs.sapo.pt

Anónimo disse...

é com pena k constato k este ano temos varias primas donas na equipa.O helton farta-se de fazer asneiras, o meireles só jogou bem pela seleçcao, no porto deixou de ser aquela formiguinha trabalhadora, acho k a subida de estatuto subiu.lhe ah cabeça ( espero tar enganado). O mariano é o cepo do costume, nao sabe dominar uma bola, mas o jesualdo continua a apostar nele, deve ser algum fetixe ou coisa do genero...
O rolando foi infeliz no auto golo, mas os desempenhos k teve quer neste jogo quer em paços foi um desastre. Enfim... no plano interno estas coisas ainda se desfarçam, a minha preocupaçao é mais a champions , se a coisa nao melhorar a nossa deslocaçao ao terreno do chelsea arrisca-se a ser humilhante... a ver vamos.

Dragaopentacampeao disse...

Foi mais uma exibição mediana, com altos e baixos, demonstrativos de que a equipa ainda não está a render o que o seu treinador pretende e o que a sua massa adepta exige.

O plantel é servido por atletas de eleição, pagos a peso de ouro e nem as saídas de três dos seus expoentes da época passada justificam um futebol ainda tão pobre.

Temos que dar tempo a que os processos de jogo sejam assimilados pelos novos jogadores e que outros recuperem a boa forma.

Meireles e Rodriguez, por razões diferentes, ainda não rendem o que deles se espera.

A fraca oposição foi um dos factores que contribuíram para a vitória folgada, apesar de ainda assim, a equipa não conseguisse evitar alguns riscos que correu desnecessariamente, face ao desacerto mais por desconcentração, de alguns elementos a quem se exige outra performance (Helton e Rolando).

Já de Mariano nem vale a pena falar porque seria «malhar no ceguinho».

Um abraço

© 2008 Por *Templates para Você*