Press Pre-Season Shortlist 2010/2011 (em actualização)


Aqui está a lista de jogadores que foram ligados pela imprensa ao FC Porto em termos de contratações/vendas/dispensas para a próxima temporada. A lista está em permanente actualização, como é hábito no constante "atirar o barro à parede" que vai passando por jornalismo nas páginas (quer online quer em papel) dos jornais desportivos, o que dá para perceber que a especulação fácil está ao alcance de um teclado. Cá vai:

Actualizações a itálico!!!
Contratações confirmadas a bold!!!

Entradas (rumores):

Guarda-Redes:
- Paweł Kieszek (Polónia) - Braga
- Rafael Bracalli (Brasil) - Nacional Madeira
- Vincent Enyeama (Nigéria) - Hapoel Tel-Aviv

Defesas:
- Alberto Rodríguez (Perú) - Braga
- Alex Silva (Brasil) - São Paulo
- Canella (Espanha) - Sporting Gijón
- Dalton (Brasil) - Fluminense (rumores)
- Emídio Rafael (Portugal) - Académica
- Evaldo (Brasil) - Braga
- Gabriel Mercado (Argentina) - Racing Club Avellaneda
- Gustavo Lazzaretti (Brasil) - Vitória Guimarães
- Mário Fernandes (Brasil) - Grémio
- Miranda (Brasil) - São Paulo (rumores)
- Neuton (Brasil) - Grémio
- Nicolás Otamendi (Argentina) - Veléz Sarsfield (confirmado)
- Pablo Pintos (Argentina) - San Lorenzo
- Rafael Tolói (Brasil) - Goiás (actualizado)
- Royston Drenthe (Holanda) - Real Madrid
- Santiago Garcia (Argentina) - Rosario Central
- Sereno (Portugal) - Valladolid
- Sílvio - Braga (possível direito de opção)
- Waldo Ponce (Chile) - Universidade Católica (actualizado)

Médios:
- Anderson (Brasil) - Manchester United
- Andrés Rinaudo (Argentina) - Gimnasia La Plata
- Arévalo Ríos (Uruguai) - Peñarol
- Dário Conca (Argentina) - Fluminense
- Domagoj Vida (Croácia) - Osijek
- Ezequiel Cirigliano (Argentina) - River Plate (rumor 1)
- Giovanni Dos Santos (México) - Tottenham
- Gustavo Colman (Argentina) - Trabzonspor
- Hugo Viana (Portugal) - Valência
- João Moutinho (Portugal) - Sporting
- Jusu Tarvonen (Finlândia) - Tampere United
- Marat Izmailov (Rússia) - Sporting
- Radosav Petrovic (Sérvia) - Partizan
- Simon Vukcevic (Montenegro) - Sporting
- Sissoko (Costa do Marfim) - Académica
- Sofiane Feghouli (França) - Grenoble
- Souza (Brasil) - Vasco da Gama

Avançados:
- Achille Emana (Camarões) - Bétis
- Baba (Senegal) - Marítimo
- Diego Castro (Espanha) - Sporting Gijón
- Diego Tardelli (Brasil) - Atlético Mineiro
- Djalma (Angola) - Marítimo
- Éder (Guiné-Bissau) - Académica (fonte)
- Eduardo Salvio (Argentina) - Atlético Madrid (fonte)
- Fábio Nunes (Portugal) - Portimonense
- Gonzalo Bergessio (Argentina) - St.Etienne
- Ilan (Brasil) - West Ham
- James Rodríguez (Colômbia) - Banfield (confirmado)
- Kevin Gameiro (França) - Lorient
- Keisuke Honda (Japão) - CSKA Moscovo
- Kléber (Brasil) - Atlético Mineiro
- Lacina Traoré (Costa do Marfim) - Cluj
- Milton Caraglio (Argentina) - Rosario Central
- Ricardo Quaresma (Portugal) - Internazionale
- Serdar Ozcan (Turquia) - Besiktas
- Teófilo Gutierrez (Colômbia) - Trabzonspor (fonte)
- Walter (Brasil) - Internacional Porto Alegre

Saídas (rumores):
- Alex - Santa Clara
- Álvaro Pereira - Bayern Munique
- André Pinto - Portimonense (empréstimo) (confirmado)
- Bura - Paços Ferreira (empréstimo)
- Bruno Alves - Marselha
- Bruno Alves - Lyon
- Bruno Alves - Chelsea
- Bruno Alves - Real Madrid
- Bruno Alves - Man Utd
- Bruno Alves - Zenit (confirmado)
- Caetano - Paços Ferreira
- Candeias - Marítimo (empréstimo)
- Candeias - Portimonense (empréstimo) (confirmado)
- Castro - Sporting Gijón/Leicester/Arles-Avignon
- Chula - VVV Venlo (empréstimo)
- David Addy - Académica (empréstimo) (confirmado)
- Diogo Viana - Académica (empréstimo)
- Diogo Viana - VVV Venlo (empréstimo)
- Ernesto Farías - Palmeiras
- Ernesto Farías - Estudiantes
- Ernesto Farías - Cruzeiro (confirmado)
- Falcao - Tottenham/Aston Villa/Bayern
- Fernando - Marselha/Fiorentina
- Fucile - Atlético Madrid/Málaga/Valencia/Sevilha/Manchester City/Werder Bremen/Inter/Juventus/Arsenal/Schalke 04/Liverpool
- Helder Barbosa - Nacional
- Helder Barbosa - Braga
- Hulk - Marselha
- Josué - VVV Venlo (empréstimo)
- Leandro Lima - União Leiria (confirmado)
- Miguel Lopes - Bétis (empréstimo) (confirmado)
- Monteiro - Santa Clara
- Nuno André Coelho - Olhanense (empréstimo)
- Nuno André Coelho - Sporting
- Orlando Sá - Marítimo (empréstimo)
- Orlando Sá - Portimonense (empréstimo)
- Orlando Sá - Nacional da Madeira (empréstimo)
- Pedro Moreira - Portimonense (empréstimo)
- Prediger - Colón
- Prediger - Arsenal Sarandí
- Prediger - Banfield
- Prediger - Arles-Avignon
- Prediger - Aris Salónica
- Prediger - Cruzeiro (empréstimo) (confirmado)
- Rabiola - Paços Ferreira
- Rabiola - Aves (empréstimo)
- Raúl Meireles - Sevilha
- Raúl Meireles - Lyon
- Raúl Meireles - Marselha
- Raúl Meireles - Fiorentina
- Raúl Meireles - Chelsea
- Raúl Meireles - Manchester United
- Raúl Meireles - Arsenal
- Raúl Meireles - Atlético Madrid
- Raúl Meireles - Barcelona
- Raúl Meireles - Real Madrid
- Raul Meireles - Liverpool (confirmado)
- Renato - Santa Clara (empréstimo)
- Rentería - Marítimo/Cluj/Atlético Nacional (possibilidade)
- Ricardo Dias - Tourizense (empréstimo)
- Sapunaru - Rapid Bucareste/Cluj/PAOK
- Sérgio Oliveira - Beira-Mar (empréstimo) (confirmado)
- Stepanov - Trabzonspor
- Stepanov - Málaga
- Stepanov - Bursaspor (confirmado)
- Tengarrinha - Santa Clara (empréstimo)
- Tomás Costa - Racing Club Avellaneda
- Tomás Costa - Nice
- Tomás Costa - Monaco
- Tomás Costa - Lorient
- Tomás Costa - Brescia
- Tomás Costa - Espanhol Barcelona
- Tomás Costa - Cluj (empréstimo) (confirmado)
- Ukra - Newcastle
- Ukra - Panathinaikos
- Valeri - Almería
- Ventura - Portimonense
- Yero - Oliveirense (empréstimo) (confirmado)

Leia Mais...

Um olhar sobre a carreira de Raul Meireles

Estava a pensar em fazer um post para ilustrar a carreira de Raul Meireles ao serviço do FC Porto, mas como a bluegosfera está viva e recomenda-se, houve outro blog que se me antecipou.

Como o trabalho foi bem feito, fica o link:

Raul Meireles, obrigado Tetra Campeão e boa sorte!

in Pronúncia do Dragão

Leia Mais...

Planeta Azul Nº12 - Esbjerg FB


Planeta Azul Nº12 - Esbjerg FB












País: Dinamarca
Site oficial: http://www.efb.dk/

Leia Mais...

Como fazer a cama a um gajo em 3 actos

Pode-se gostar ou não de Queiroz, concordar ou não com a disposição táctica ou as substituições.
Pode-se achar que há melhores treinadores ou que o contrato é exagerado para um seleccionador de um país como o nosso.
Pode-se pensar que Queiroz é conflituoso ou pacífico, humilde ou arrogante, inteligente ou idiota.

Mas não se pode deixar de sentir um certo nojo para com todos aqueles que lhe estão a fazer a cama. Aqueles que colocam o ego à frente de um bem maior são os primeiros a serem despachados nas empresas. Aqui, neste nosso futebol, parece que não.

Leia Mais...

Aceitam-se comentadores não-acéfalos

Gente agressivamente comentadeira,

Por muito lisonjeiro que seja a vossa visita aqui, quer tenham encontrado o blog no fundo das vossas pastas de favoritos (vá-se lá saber porquê) ou simplesmente porque o viram linkado através de outro blog ou fórum, sinto que devo fazer um pequeno aviso quanto aos comentários.

Quem acompanha o Porta19 sabe que não costumo comentar as arbitragens do meu clube, muito menos as dos outros. Quando há casos evidentes, como penalties que não são assinalados ou foras-de-jogo evidentes, admito que aconteceram (como no jogo de ontem em Vila do Conde) e ponto final. Não entro em joguinhos nem teorias de conspiração kafkianas "porque A beneficiou B então está comprado e é sempre a mesma treta e este campeonato está viciado" que só acaba no insulto fácil. Não contem comigo para isso. As poucas vezes que falo de arbitragem acontecem quando há lances desse género ou então quando vejo uma inclinação claríssima para não dar cartões merecidos ou quando há jogos em que durante 90 minutos há um jogador que passa a vida a distribuir lenha por tudo que mexe. Aí falo, seja pelos menos seja contra os meus, porque a justiça deve ser cega e não olhar porque, coitada, é cega.

Assim sendo, agradeço o interesse de um bom número de comentadores que insistem em aparecer por aqui a dizer coisas como: "pois, lá está o polvo" e "já lá vão 9 pontos quando deviam ter 5" e "sicília ai ai ai" e afins, mas não vou publicar esses comentários (só hoje de manhã foram nove e continuam a chegar). Não vou contribuir para esses bate-bocas. Se quiserem dizer coisas como "o álvaro parece parvo e farta-se de fazer carrinhos dentro da área à tolo, não sei como é que se tem safo" ou "e que tal colocar a perna do Varela num invólucro de cimento para ele não ter medo? isso é que era!", serão publicados mal eu os receba.

Para esse tipo de conversa mandem um mail ao Rui Gomes da Silva ou ao Guilherme Aguiar. Para acéfalos já lá estão esses dois.

Obrigados e voltem sempre.

Leia Mais...

Baías e Baronis - Rio Ave vs FC Porto

Foto retirada do MaisFutebol

Não foi um jogo bonito, mas ganhámos com mérito e com valentia. A equipa jogou um futebol enfadonho, mas eficaz. Simples, mas prático. Pouco inteligente durante largos minutos, mas directo ao assunto e sem grandes invenções. Esteve aí a marca da diferença do FC Porto de Villas-Boas esta noite no Estádios dos Arcos, uma marca que se vai tornando notória à medida que os jogos vão decorrendo: estamos aqui para vencer, vamos vencer e quando fôr preciso, joga-se bonito, como no caso do segundo golo, uma obra de arte em forma de contra-ataque. Vamos a notas:









(+) Hulk Dois golos hoje e mais um no primeiro jogo colocam-no na liderança dos melhores marcadores. Hulk está em boa forma e isso reflecte-se na forma como joga. Apesar de continuar a enervar os adeptos quando por vezes parece "guloso" demais ao aparecer a rematar quando deve passar e vice-versa, é uma unidade que neste momento rende mais que vários Varelas a jogar em paralelo. É a força-motora da equipa, o homem que pega na bola e arranca para o ataque, quer venha da ala ou do centro do terreno, substituindo muitas vezes os médios criativos, já que hoje nem Moutinho nem Belluschi estiveram nos seus melhores dias. É actualmente insubstituível no FC Porto.

(+) Rolando+Maicon Depois da miserável exibição frente ao Genk, a dupla de centrais redimiu-se hoje, principalmente Rolando, bem mais activo e alerta, a sair a jogar e a interceptar bola atrás de bola que chegavam perto de si. Maicon, por outro lado, foi prático e não inventou nada. Deve ter ouvido das boas do André quando chegou ao balneário no final do jogo contra os belgas, deve...

(+) Sapunaru Foi (mais) um jogo esforçado do nosso bebedolas, que lutou contra um adversário muito complicado como é Bruno Gama e safou-se muito bem. Depois dos primeiros 5 minutos em que pensei que se fosse ver à rasca para parar o nosso ex-extremo, conseguiu limpar o flanco quase sempre com facilidade e até aparecer a ajudar o ataque. Teve azar na lesão e pode ter dado o lugar a Fucile...se este não sair até terça-feira.

(+) Fucile Há grandes diferenças entre Fucile e Sapunaru, como é óbvio para quem vê os jogos do FC Porto. Fucile é ofensivo, acelerador, inteligente e espalhafatoso. Sapunaru é calmo, defensivo e parece estar sempre preocupado com o que vem aí pelo flanco dele "ai senhores que o gajo sabe fintar, deixa-me recuar para ver se ele não me ultrapassa já e...pronto, já cá está a bola!". Mas para grandes equipas, Sapunaru, apesar de não ser mau jogador, é limitado, arrisca pouco e perde em relação a um Fucile em forma. É que dá gosto ver o uruguaio, tirando o ridículo penacho louro no cabelo, a correr pelo flanco fora em auxílio do ataque, e faz falta vê-lo na posição dele. Se sair é uma perda muito grande para a equipa.










(-) Varela Não dá, rapaz. Assim não dá. Continua com medo de meter o pé à bola e temo que regresse da Selecção ainda com mais medo. Apesar de ter feito a assistência para o segundo golo e ter estado envolvido no primeiro, durante o resto dos minutos que esteve em campo andou a passear sem lutar muito com os adversários, fugindo do choque como um gótico de água fresca e deixou várias vezes Álvaro Pereira à rasca com dois gajos pela frente. Não está a merecer a titularidade.

(-) Álvaro Pereira Já no jogo contra a Naval "deu" um penalty aos adversários que não foi assinalado e hoje em Vila do Conde mais uma vez fiquei com a impressão que fez falta sobre Tarantini dentro da área. Felizmente o árbitro achou que tinha sido simulação do vilacondense e Álvaro safou-se mais uma vez. Mas tem de ter calma com os carrinhos, um dia destes vai sofrer com isso e arrasta a equipa com ele. Para além disso continua muito distraído na defesa e não pode continuar a falhar como tem falhado.



Chegamos à primeira paragem do campeonato em primeiro lugar com três vitórias em três jogos. Podemos não estar a ofuscar as outras equipas com a qualidade do nosso futebol, mas acima de tudo estamos a ser práticos e eficazes. É isso que se pede a uma equipa que está em construção, que vá ganhando para continuar a crescer e a melhorar o entrosamento entre elementos e sectores. Vamos pelo bom caminho e os sócios começam a ganhar alguma fé na equipa. Espero que a paragem não traga lesões e que consigamos manter o mesmo nível depois dos rapazes regressarem dos jogos pelas selecções. Ah, e já agora, que se feche o mercado rapidamente...

Leia Mais...

Good luck, Raul!

Durante vários anos fui um defensor de Raul Meireles no FC Porto, pela alma que dava à equipa e por deixar tudo em campo. Foi com ele que fomos tetra-campeões e formou um dos meio-campos mais seguros e estáveis que tenho memória, com Lucho e Paulo Assunção (e depois Fernando). Defendi-o no início, quando o meu pai dizia "mas este não é aquele puto do Boavista? É um caceteiro, só serve para dar pancada!", e defendi-o no ano que passou, quando estava a jogar mal e sem a mesma fibra a que nos tinha habituado.

É com pena que o vejo a sair mas compreendo as razões do rapaz, já que tinha manifestado a vontade de experimentar novos palcos e depois de ver sair aqueles que presumo fossem os seus velhos amigos no plantel só esperava uma boa oferta para sair. Só posso desejar que lhe corra bem a primeira aventura fora do país.

Boa sorte, Raul!

Leia Mais...

Porta19 entrevista João Paulo Meneses (reisdoave.blogspot.com)

Continuando a rubrica que abri aqui com a entrevista a Wim Nijst, em antecipação do próximo Rio Ave vs FC Porto coloquei algumas perguntas ao co-autor do blog Reis do Ave, o blog mais representativo da malta adepta do maior clube de Vila do Conde. Jornalista na TSF, onde apresenta a conhecida rubrica "Mais Cedo ou Mais Tarde", também consultável como blog aqui, João Paulo Meneses acedeu a tirar algum tempo da sua preenchida agenda para responder a meia-dúzia de perguntas. Cá estão elas:






Porta19: O Rio Ave está a jogar bem, com garra e empenho mas até agora os resultados não têm sido positivos e ainda não marcou um golo. Com o FC Porto em crescendo de forma, há esperança de parar o Dragão nos Arcos?

João Paulo Meneses: Claro que sim. O Rio Ave nunca entra em campo derrotado. E o nosso treinador é a imagem disso mesmo.



Porta19: Quem são os jogadores de maior potencial no plantel do Rio Ave para 2010/2011? Há mais um Vítor Gomes ou um Sílvio na calha?

João Paulo Meneses: Temos bons jogadores, desde Joao Tomás (há poucos no futebol português como ele) a Bruno China; de Saulo, bom extremo, a Bruno Gama, no outro lado. Mário Felgueiras é um optimo guarda-redes. Atenção ao central Jeferson.





Porta19: Carlos Brito é um treinador que deixou uma imagem de marca ofensiva quando apareceu no nosso futebol mas que parece ter evoluído para um resultadista nos últimos tempos. Que abordagem prefere?

João Paulo Meneses: Brito joga sempre em 4-3-3, na Luz ou em Vila do Conde. Mas um empate é melhor do que uma derrota...


Porta19: Com a imprensa tão tri-polarizada em Portugal, como é que vê o desprezo a que são votadas as equipas de dimensão mais pequena?

João Paulo Meneses: Com (quase) normalidade (afinal eu proprio sou jornalista e trabalhei no jornalismo desportivo). Tentamos contornar.



Porta19: O Reis do Ave é um blog que marca pontos pela diferença por ser mais que um replicador de notícias sobre o clube mas também por manifestar opiniões livres sobre o seu clube. De onde vem a motivação para escrever depois de um dia de trabalho?

João Paulo Meneses: Ajudar a fazer do Rio Ave um Clube maior (em todos os aspectos) é a nossa motivação.


Porta19: Ainda há esperança para a maioria dos blogs Portugueses de futebol ou a inspiração está a definhar em função das redes sociais e dos fóruns de discussão?

João Paulo Meneses: São modas. Os blogues viram para ficar, com este ou outro nome.



Porta19: Para concluir, um pedido: são capazes de calafetar o Estádio dos Arcos para não estar sempre tanto vento? ;)

João Paulo Meneses: Já tentámos, mas o toldo voou, com as nortadas!!!





Aproveito para agradecer ao João Paulo pela disponibilidade. Não se esqueçam de sintonizar a TSF para ouvirem o excelente programa que ele apresenta. Quem sabe, pode ser que ouçam alguma coisa que daqui a uns tempos vai ser notícia no mundo todo e já podem dizer aos amigos: "Oh, já sei disto há tanto tempo, vocês são uns incultos, só falam de futebol!". Fica sempre bem.

Leia Mais...

Votação: Vai ver jogos do FC Porto fora em 2010/11?




Sou um habituée no Dragão. Gosto de lá ir e é raro perder um jogo. O ambiente é porreiro, a malta que está habitualmente perto do meu lugar é já um grupo de pessoas que se conhecem, que sabem ver o jogo e que entendem alguma coisa de futebol de bancada porque já lá estão há uns anos. No entanto, no que diz respeito aos jogos fora do Dragão, só muito ocasionalmente faço a deslocação. Assim sendo, gostava de saber de entre os leitores aqui deste vosso espaço quem é que em 2010/2011 valorosamente acompanhará o clube fora de casa e porquê ou porque não. As respostas foram:

  • Sim, como de costume: 38%
  • Sim, pela primeira vez: 5%
  • Não, é caro: 27%
  • Não, tenho medo: 5%
  • Não, não tenho tempo: 16%
  • Não, não me interessa: 6%

Posso constatar, para grande alegria minha, que uma significativa parcela de leitores do Porta19 vão aos jogos fora do nosso clube. Acho muito bem e os meus parabéns pela força que dão à equipa!

Próxima votação: Liga Europa: prognósticos?

Leia Mais...

Adeus Simão. Não voltes.

Venho, pelo presente, e formalmente, comunicar junto de V.Exa. que, a partir desta data, e em virtude de motivos de ordem pessoal, não poderei estar disponível para representar oficialmente, e como jogador profissional, a Selecção Nacional de Futebol.
Simão Sabrosa



Um jogadorzinho mediano, vira-casacas, com mania das grandezas e consistentemente mau e inoperante sempre que alinhou pela Selecção.

A única coisa de bom que fez na selecção foi marcar um golo com o focinho contra o Azerbeijão ou o Cazaquistão ou o Ondeéqueficaoquistão. Quando o keeper deles chutou a bola mesmo contra a boca dele e ressaltou para a baliza. Ganhou-se em duas frentes, no golo e na bojarda que esse imbecil levou nos dentes.

Good riddance to bad rubbish.

Leia Mais...

Europa League - O sorteio



Simpático.
Tudo o que não envolva Manchesters, Arsenais, Milões e Bayerns é simpático.

Turcos, Búlgaros e Austríacos. Venham eles.

Leia Mais...

Baías e Baronis - FC Porto vs KRC Genk

Foto retirada do Sapo Desporto

Encarei este jogo quase como um amigável de pré-época. Tinha a consciência tranquila porque a vantagem era grande e por isso não me preocupei, nem quando estávamos a perder, porque sabia ao que ia. Villas-Boas decidiu experimentar (e bem) e como o jogo se propiciava a testes e análises de alternativas tácticas e individuais, o ambiente estava criado para um jogo mais calmo. A equipa não ajudou na primeira parte e os adeptos ficaram mais nervosos do que era preciso. Enfim, o pessoal enerva-se quando não há necessidade e o que se tira do jogo, principalmente, é que estamos na fase de grupos da Liga Europa e esse era o objectivo. Siga para notas:









(+) Hulk É impossível não seleccionar Hulk para homem do jogo. Pensei que Villas-Boas o iria tirar para receber uma ovação de pé do Estádio mas optou por mantê-lo em campo até ao fim. É que não se sabia quando é que haveria outro livre directo em que Hulk pudesse tentar novamente assassinar a bola de jogo. Conseguiu falhar um penalty quando a equipa está a perder em casa, que no estado em que se encontra não deve ser nada fácil de aguentar, mas recuperou mentalmente e seguiu para marcar três, um deles de penalty. Admito que não o teria escolhido para marcar e provavelmente também não teria sido a primeira escolha de Villas-Boas, mas a "fome" com que o brasileiro andou todo o jogo era tanta, a pressão constante ao guarda-redes e as arrancadas pelas alas fizeram dele o alvo dos aplausos da malta, todos eles merecidos.

(+) Fernando Marcou um golo com alguma sorte porque o guarda-redes quis fazer uma dupla homenagem ao novo keeper do Benfica e depois de vestir todo de amarelo, decidiu não defender uma bola perfeitamente ao seu alcance, mas entrou e conta como os outros. No resto do jogo mostrou-se sempre com vontade, algumas displicências no início mas corrigiu na segunda parte também com o reposicionamento de Souza que cobria as suas subidas, com Fernando a fazer o mesmo ao compatriota. Sempre disponível para ajudar na frente, continua a precisar de melhorar no passe porque parece nunca saber a força a aplicar à bola. Não é difícil, rapaz!

(+) Belluschi Nota-se que está com uma motivação diferente do ano passado. Este ano, quando os passes não lhe correm bem, o rapaz desata a correr atrás da bola como se amanhã chegasse o Armagedão, e essa nova atitude está a agradar aos adeptos. Se somarmos a isso a aparente boa forma física no início da temporada e temos um argentino renovado, pronto a roubar o lugar a Ruben que está ainda muito longe da forma mínima (ver em baixo).

(+) Castro Não é possível deixar de gostar deste puto. Está sempre a correr e, ao contrário de Mariano ou Tomás Costa, corre para os sítios que interessam. Agressivo q.b., só peca por não ser muito alto, mas compensa com o empenho. A maioria dos sócios gostam dele e eu também, e só espero que fique no plantel para poder crescer e ser mais vezes opção para o treinador.










(-) Centro da defesa Se Otamendi fôr tão bom quanto o pintam, especialmente nas qualidades de líder, é começar a perguntar-lhe quando é que quer jogar. É que hoje foi um festival de distracções, de displicências e de outras palavras começadas por "dis" como discussões e disleixos (eu sei como se escreve, mas assim bate certo com a fonética, deixem lá passar). Se Maicon já é pródigo nestes alheamentos do mundo ao seu redor e lhe admito algumas falhas porque é novo e porque lhe reconheço valor, principalmente no 1x1, Rolando não pode falhar. Tem experiência a mais para falhar. Ambos os golos do Genk acontecem por sua culpa, e o primeiro golo do Genk é de uma infantilidade extrema, com Rolando a nem sequer colocar o pé para tentar bloquear o remate do avançado. É uma defesa a precisar de um patrão, de um gajo que mande neles, que coordene aquelas mentes para nos voltar a transformar no bloco de cimento que serviu como exemplo de solidez defensiva durante tantos anos.

(-) Varela Medo, muito medo de meter o pé à bola, não conseguiu manter o ritmo do primeiro jogo contra o Benfica. Se Ukra recuperar a forma até Domingo, talvez seja de equacionar colocar Varela novamente no banco, porque apesar de se desmarcar bem continua a falhar na recepção e na concretização.

(-) Ruben Micael Ainda está longe da melhor forma. Está lento, com medo de meter o pé e sem ritmo para jogar a 100%. Com Belluschi na forma em que está, Ruben não tem hipótese de ser titular.

(-) 1ª parte vs 2ª parte As primeiras partes têm sido bem mais fracas que as segundas, e tem de haver um motivo. Não sei se os rapazes entram nervosos ou, pelo contrário, confiantes em demasia, mas o que é um facto é que temos assistido consistentemente a segundas partes mais produtivas que as primeiras. Alguma coisa tem de estar a causar este comportamento.

(-) Impaciência O imbecil do fulano que se sentou hoje ao meu lado direito é, como ele próprio deve saber, uma besta. E como ele há muitos outros, que usam a velha tese do "eu paguei bilhete e exijo que eles joguem bem" como arma para insultar a equipa ao primeiro passe falhado. Alguns, como este parolo, chegam ao ponto de dizer: "Era os outros marcarem mais dois golos para eles ficarem mesmo fodidos e nervosos, equipa de merda, os jogadores são uma merda, o treinador é uma merda, são todos uma merda, nem sei o que estou aqui a fazer!". Pois, eu também não.

(-) Adeptos do Genk Uma cambada de anormais. Quando começaram a cantar ainda antes do jogo, fiquei surpreendido com a saudável quantidade que tinha vindo ao Porto. Nada mais errado. Nem dois minutos depois de começar o jogo e já estavam a lançar petardos por cima dos adeptos da bancada adjacente, cheia de Portistas. Atiraram uma tocha para o relvado e não percebo porque é que a polícia demorou tanto tempo a sacar os bastões e a encher aqueles imbecis de pesadíssima lenha. A carga durou pouco tempo mas acalmou-os. Quanto à intensidade das bastonadas, só se perderam as que caíram ao lado.


Poucos serão os jogos em que se pode experimentar à vontade sem grande receio de perder uma eliminatória. Permitindo-se alguma margem de manobra, o ensaio não correu tão bem como o esperado e o resultado acabou por ser, tal como na Bélgica, melhor que a exibição. Mas as experiências são assim, só espero que Villas-Boas tire as conclusões que achar por bem tirar e continue a trabalhar para a equipa continuar a melhorar. É que o próximo jogo é já no Domingo e vai ser bem mais tramado que este...

Leia Mais...

Tradução do aviso a Meireles

"O Raul é um jogador extremamente importante, que deu muitos títulos ao clube, dentro de um colectivo muito forte, num clube que se habituou a ganhar com e sem ele. Quando tivermos o Raul homem e jogador, como um todo, presente, contaremos com ele."

in MaisFutebol

Villas-Boas disse isto hoje. Para quem não percebeu, segue abaixo a tradução:

"Raul, se vieres a sair até dia 31 é bom para ti e para o clube e tens o meu apoio, porra se fôr preciso até te ajudo a arranjar casa! Caso contrário, põe-te fino e começa a trabalhar como os outros sem pensar no que pode ou não acontecer até Janeiro. És um excelente jogador e um elemento muito importante para o plantel mas no estado em que estás neste momento fazes mais mal que bem. Há outros que também são bons e que também querem ser importantes e estão com a cabeça limpa por isso ou atinas ou não conto contigo."

Pelo menos foi o que eu li...e vocês?

Leia Mais...

Parabéns, Braga!

É disto que o futebol português precisa. De mais equipas a jogar bem e a contribuir para a maior competitividade do nosso campeonato, a mostrar lá fora que cá dentro também temos bons valores e que nem todos estão nas equipas com maior visibilidade. O Braga que hoje jogou em Sevilha (arre que a cidade dá sorte às equipas portuguesas!) vai ser visto em todo o mundo na maior competição global.

Parabéns, rapazes. Parabéns, Domingos. Parabéns Braga. Fizeram por merecer esta glória e aproveitem porque sabe muito bem. Façam boa figura e por favor não se transformem no Boavista daqui a uns anos.

Leia Mais...

Otamendi, um perfil


Já se falou muito sobre o argentino. Mentira. Falou-se pouco. O máximo que se ouviu foi "jovem internacional argentino", "adaptado a defesa-direito por Maradona no Mundial'2010", "foi eleito 8º melhor jogador a alinhar no continente americano pelo jornal uruguaio 'El País'" ou "aquele gajo que interessava ao Milan e ao Real Madrid? é pequenino, não tem qualidades para jogar a alto nível". O costume.

Fui à procura de algumas das coisas que se dizem por aí sobre Otamendi e descobri esta extensa análise:

"Si alguien destacó en el pasado Clausura ese fue Nicolás Otamendi. El defensa de Vélez, pese a lo joven que es, ha cumplido varios sueños este año. Se ha proclamado campeón de Argentina, ha sido convocado por Diego Armando Maradona para jugar con la selección de Argentina y se ha hecho un nombre en el fútbol, lo que ha hecho posible que haya sonado para clubes como Real Madrid o Inter de Milán. Hernán Nicolás Otamendi (12-2-1988, Buenos Aires, Argentia) se formó en las categorías de Vélez, por lo que se puede decir que este chaval siente el club argentino como pocos. Debutó un 10-mayo del 2008. Ahora, en el Clausura se ha convertido en la revelación. Ha sido uno de los pilares para que el equipo de Ricardo Gareca consiguiera el título. Ya, desde el principio se consolidó en el eje de la zaga, como un central sobrio y seguro. Poco a poco, con el paso de los partidos se fue conviertiendo en una de las estrellas de su equipo. El campeón del Clausura. Sus mértiso hicieron, como hemos dicho antes, que Diego Armando Maradona le convocara para la selección. El 20 de mayo cumplió uno de sus sueños. Fue un partido amisotoso ante Panamá (Argentina ganó 3-1) , pero lo que se siente cuando te pones la camiseta de tu país no tiene precio. Otamendi se lo mereció. Hizo un buen encuentro, por lo que Maradona colvió a contar con él en los partidos de clasisficación ante Colombia y Ecuador. Mañana juegan contra Rusia un amistoso. El de Vélez ha vuelto a ir. En resumen, que Maradona lo tiene en su lista de preferidos. Forma una buena zaga con Demichelis. Se entienden muy bien.

SEGURO, JOVEN PERO EXPERIMENTADO
El de Buenos Aires es un centralcontundente, seguro, de los buenos, muy argentizo. Lleva la raza en las venas. A alguien le puede sorprende que estemos hablando de un defensa argentino, cuando casi siempre que hablamos de jugadores argentinos es para hablar de mediapuntas odelanteros. Pero este es un central a lo argentino. Con perdón, pero es un central "con muchos huevos". Mucha casta. Lo que no quiere decir que no sea bueno con el balón en los pies. Sabe sacar el balón jugado. Pero siempre sin complicarse la vida. Lo primero es defender. Es muy regular, siempre rindiendo al máximo. En los partidos en los que Vélez flojeaba un poco, él era de los mejores del equipo. De los que siempre dan la cara. Y eso se agradece en un equipo. Por eso, ha sido considerado como una pieza básica en el equipo campeón y coo una de las revelaciones de la Liga. Si no me equivoco, jugó todos los encuentros. Por eso, hay que saber arriegar. Los técnicos apostaron fuerte con él y le ha salido perfecto, descubriendo a un pedazo de futbolista. Si no se la hubieran jugado en su momento, ahora no estariamos hablando de Nicolás Otamendi. Es lo que tiene el fútbol, que es muy agradecido. Si te la juegas y te arriegas, da sus frutos. Bueno, volvemos a las características de Nicolás. Es un jugador muy inteligente, que sabe lo que hay que hacer en el momento justo. Como hemos dicho, es un jugador con mucha personalidad, pese a su juventud. Manda a sus compañeros desde atrás. Lo que quiere un entrenador de un central. Es un central muy seguro, que pierde muy pocos balones, y cuando los pierde va corriendo a recuperarlo.No da un balón por perdido. El portero está tranquilo cuando juega Otamendi. Además, aunque sea central, y esto puede sonar raro, sino me equivoco no ha sido expulsado ni una sóla vez en todo el campeonato. Es un jugador que hace muy pocas faltas. Como es muy listo, las patadas que da no las ve el árbitro. Un tipo pillo, pero que no es guarro. No hay que confundir la dureza con la casta. Tú puedes tener mucho coraje, pero eso no siganifica que pegues muchas patadas. La verdad es que se ha adaptado perfectamente al fútbol profesional. Pese a no jugar tantos partidos como otros que ya son veteranos, es muy competitivo. No le gusta perder ni a las chapas. Lo que quiero decir es que parece un experimentado. Contrasta con su juventud, pero esa es la realidad. Joven, pero experimentado. Ahora se está hablando todavía más de él. Y ya fuera de Europa. Estos días ha donado para el Madrid, el Inter, la Fiorentina...Todos los grandes se lo rifan. Parece que va seguir un año más en Vélez. Aunque es esto del fútbol nunca se sabe... También tiene mucho físico. No se cansa nunca. Es muy seguro y expeditivo al corte y pocas veces pierde la posición. Quizás su punto débil es que no sea muy alto (1,78 m), pero eso lo suple con su velocidad. Además, de todas formas no va mal por arriba. En resumen, que todas estas características y el proclamarse campeón, ha hecho que pase en poco tiempo de ser un desconocido a estar en la agenda de los grandes. El otro día jugó de titular ante Rusia y no lo hizo nada mal. El Madrid lo quiere por si se va Garay. Es más rapido que él. Gusta a Pellegrini. Su precio ronda entre los 12 y los 15 millones de euros. Hay que recordar que estamos hablando de un jugador de tan sólo 21 años, por lo que todavía tiene mucho pero que mucho margen de mejora. Dentro de unos años, estaremos hablando de uno de los mejores centrales del mundo. Por eso, haría bien el Madrid, el Inter o la Fiore (o cualquier otro club importante) en adquirir sus derechos. Aunque haya que pagar 15 kilos (que no son muchos si hablamos de este central). En unos años se rentabilizan. Y no sería una apuesta de futuro. Sino de presente. Porque Nicolás Otamendi es ya una realidad. Un jugadorazo."

in La Escuadra De Mago

As partes a bold são minha responsabilidade. Se esta análise estiver minimamente fiel à realidade e pelos relatos que vão chegando, parece que comprámos um rapaz de qualidade. Esperemos que tenha sorte e confirme o estatuto aqui na Invicta. Vai ter os sócios a apoiá-lo, não tenho dúvidas!

Leia Mais...

Bienvenido, Otamendi!



Voilá. O propalado sucessor de Bruno Alves está (quase) contratado. Acabamos por apenas adquirir 50% dos direitos do atleta, o que me parece um excelente negócio tendo em conta o passado recente em termos de jogadores argentinos. Caso se transforme na mais-valia que todos esperamos que seja, aí poderemos adquirir o resto do passe pelo mesmo valor. Se fôr para vender, vale a pena, caso contrário ainda vale mais a pena. Sou sempre um pouco renitente no que diz respeito a defesas argentinos porque se olharmos para o histórico do FC Porto desde que sou sócio, tivemos Ibarra, Mareque e Benitez. É certo que nenhum era central de origem, mas não posso dizer que me tenham deixado saudades. Otamendi vem rotulado de rijo e duro de roer, com experiência na Selecção (mais a defesa-direito que a central, admita-se) e era a versão "Bruno Alves" do Veléz Sarsfield.

Não espero que chegue para ser titular imediatamente, no entanto será de certeza uma nova opção para a nossa defesa e vai dar trabalho a Villas-Boas na selecção da equipa. Força, Nicolás, bienvenido!

Leia Mais...

Micael, o pensador

Ruben é um nome que se tem vindo a tornar consensual nas bancadas do Dragão desde que chegou em Janeiro de 2010. Acho que não há ninguém que não goste do rapaz, seja pela personalidade humilde ou pela forma como se apresenta dentro de campo, sem inventar muito e jogando com inteligência e com processos simples. Ainda ontem, quando entrou em campo, fez-se imediatamente notar pela forma prática como lê o jogo e tenta descobrir a melhor forma de rodar a bola pelo meio-campo.

Enquanto Belluschi, com um estilo mais agressivo e irreverente, continua a jogar em bom nível, Ruben tem vindo a ser relegado para o banco, especialmente depois da lesão que sofreu no ano passado. Mas sempre que entra em campo há qualquer coisa de diferente na maneira como joga. É inteligente, joga sempre de cabeça levantada e não sendo um génio consegue perceber os lances como poucos no nosso plantel.

Se colocarmos a questão em termos de 2006/07, Belluschi é o Anderson e Ruben é o Lucho. Ou em 2003/04, enquanto que Belluschi é o nosso Alenitchev, Ruben é o Deco. Ainda mais para trás, em 1994/95, Belluschi seria o nosso Latapy, com Ruben a fazer o papel de Kulkov.

Cada um destes binómios se complementaram e formaram, com a ajuda de um ou outro médio defensivo (fosse Fernando, Paulo Assunção, Costinha ou Emerson), cada um deles fazia parte de um ponto fulcral na criação de estratégia ofensiva de uma equipa de topo: o meio-campo. E nesse sector temos, teoricamente, o melhor punhado de jogadores desde Mourinho.

Se a estes três (Fernando, Belluschi e Ruben) juntarmos Moutinho, Souza, Castro e até um renovado e aparentemente mais calmo Guarín...acho que podemos dizer que estamos bem servidos naquela zona!

Leia Mais...

Baías e Baronis - FC Porto vs Beira-Mar

Foto retirada do MaisFutebol

Depois daquilo que já se vai tornando um hábito, o encontro com o Vila Pouca no Porta29 (vinte e nove, não dezanove como o blog), segui para o meu lugar. Estava tranquilo e motivado talvez pela calma de um Domingo pacífico, não me preocupava muito com o resultado porque sabia que seria um jogo simples. Acertei. O FC Porto soube tornar o jogo mais simples do que poderia esperar contra uma equipa bem organizada mas com pouco talento. Em destaque, Falcao, mais uma vez, o que nos lixa um bocado a vida: e se ele se lesiona?...Pois. Vamos a notas:









(+) Falcao Marcou dois e deixou mais três por festejar. É o melhor avançado a jogar em Portugal e está a passos largos a regressar à forma que mostrou no ano passado. O primeiro golo é digno de livros de estudo sobre a movimentação de um finalizador na área e o segundo é mais uma concretização eficaz, como mandam as regras. Falcao luta todo o jogo e é obrigado a descair para as alas quando é preciso, o que faz na perfeição. Continua a dominar bem a bola e se jogasse com outro jogador ao lado poderia quiçá ainda ser mais produtivo. Impecável, espero que continue assim!

(+) Belluschi Não fez o melhor jogo que já o vi fazer, mas teve a atenuante de estar a jogar fora da posição habitual graças à lesão de Ukra. No entanto, para um médio centro que foi obrigado a alinhar como extremo, safou-se muito bem e só lhe falta melhorar no último passe (o que é estranho para um médio criativo) para ser mais produtivo. O livre em que marcou o segundo golo foi perfeito e pergunto-me: porque é que Belluschi não é chamado mais vezes a marcar livres? No ano passado tivemos inúmeras oportunidades em que Bruno Alves estourou bola atrás de bola para a bancada...

(+) Ruben Micael Já no ano passado notava-se que era um jogador diferente dos outros. Nota-se na forma como joga de cabeça levantada e como lê bem o jogo. Marca a diferença para Belluschi na qualidade de passe, perde na irreverência. Ruben é certinho, é inteligente, é simples e é bom. E se não jogar mais vezes é muito bom sinal, quer dizer que temos outros rapazes em melhor forma, mas quando entra em campo há logo uma diferença bastante grande. Continuo a achar que é a melhor escolha para jogar ao lado de Moutinho, mas Belluschi está a jogar bem por isso compreendo a decisão do treinador. Mas lá que gosto do Ruben, lá isso gosto.

(+) Helton Continua seguríssimo tanto pelo ar como no chão. É tudo o que se pede a um guarda-redes. Helton tem mantido o FC Porto com zero golos sofridos e é impossível pensar em tirá-lo da baliza neste momento.

(+) Villas-Boas Começo a achar que Villas-Boas lê muito melhor o jogo do que pensava. A entrada de Ruben foi perfeita para equilibrar o meio-campo e a gradual transformação de 4-3-3 para 4-5-1 acabou por determinar a marcação do terceiro golo e matar de vez o jogo. Gostei de ver a forma como a equipa se soltou e creio que Villas-Boas terá de rever a opção dos três jogadores no meio-campo contra equipas deste género, que defendem com um "overload" de jogadores no centro, impedindo a rotação da bola por essa zona.









(-) Varela Continua a não ser o mesmo Varela do ano passado. A lesão pode estar ainda a afectar a coordenação mas o facto de ter Álvaro atrás dele sempre a ajudar a subir coloca-o mais pressionado para jogar bem porque não tem desculpa de falta de apoio. Está muito trapalhão e a tomar as decisões quase sempre erradas. Tem de subir ao nível do ano passado para continuar a ser titular indiscutível, especialmente numa altura em que tantos extremos estão indisponíveis.

(-) Desconcentrações defensivas Já no jogo contra o Genk tivemos exemplos de alguma descoordenação entre Rolando e Maicon e hoje essas falhas foram mais uma vez notórias. Com o resultado em 1-0, o Beira-Mar pegou um pouco na bola e conseguiu ir para a frente com alguma vontade e notou-se que havia alguma tremideira no centro da defesa. Helton conseguiu defender todas as bolas que foram ter com ele mas notava-se das bancadas que nem Maicon estava seguro nem Rolando ajudava a melhorar a insegurança. Não são maus jogadores, têm as suas falhas como qualquer um. É preciso tempo para criar rotinas e hábitos de jogo mas enquanto as coisas correre bem e não sofrermos golos, tudo bem. O problema vai surgir quando um resultado mau tiver como culpados os centrais...e aí os adeptos vão desestabilizá-los ainda mais. É preciso melhorar a coordenação e evitar as falhas que temos visto.




Quando saí do estádio, o que mais ouvia cá fora era malta a dizer "Já temos 6 de avanço!". Não vejo as coisas assim. O facto do Benfica estar um pouco atrás na classificação é sinal que estão a começar mal, mas lembrem-se que estamos na segunda jornada. "Segunda" como em ainda faltam 28. Nós vamos perder pontos, eles vão perder pontos, todas as equipas vão perder pontos. Mas uma coisa é certa e ninguém nos tira (preparar para frase Lapalisseana: se perdermos menos pontos que os outros...seremos campeões! :)

Leia Mais...

Memória Azul - Nº 3 - Equipa 1999/2000


foto retirada da Record "Apresentação da época 1999/2000"

Foto da equipa que se apresentou aos adeptos em jogo particular frente ao Standard Liége (vitória por 3-0 a 27 de Julho de 1999) no arranque para a temporada 1999/2000, onde tínhamos o objectivo de chegar ao hexa-campeonato...e que acabou por ficar para a (minha) história como "a temporada em que Fernando Santos conseguiu perder o campeonato mesmo tendo Jardel, Drulovic e Capucho na equipa".

De notar a presença desse ídolo das massas na equipa, no canto inferior direito: Alessandro.

Leia Mais...

A incapacidade crónica do futebol português para competir

Uma das vantagens de consultar vários blogs é que nos poupa tempo quando há coisas que precisam de ser ditas, já que o mais provável é alguém tê-lo feito antes de nós. Assim sendo cá vai mais um bom artigo, como de costume, do Miguel Lourenço Pereira no "Em Jogo".

A ler aqui.

Leia Mais...

Baías e Baronis - KRC Genk vs FC Porto

foto retirada do MaisFutebol


Não foi um jogo fácil, claramente. A ausência de Hulk teve um peso grande na performance da equipa que se começa a habituar em demasia a jogar com ele e especialmente a depender dele, e quando não o tem as coisas complicam-se. Felizmente conseguimos dar a volta por cima e com a ajuda dos rapazes do Genk, com vontade e empenho mas pouco mais, lá chegamos a um resultado que só uma catástrofe superior ao jogo contra o Artmedia é que nos punha fora da fase de grupos. Vá lá, rentabiliza-se o Dragon Seat. Vamos a notas:









(+) Helton. Não tem havido pai para este rapaz desde o início da época. Esteve brilhante, defendeu tudo o que lhe apareceu à frente, com saídas destemidas aos pés dos adversários, deixando os desgraçados dos Belgas a pensar que estaria um super-herói na baliza dos tipos de amarelo. Evitou, acima de tudo, a chatice de sofrermos um ou mais golos e termos de facto de trabalhar para passar a eliminatória. Resto dos meninos do plantel, ponham os olhos no vosso capitão. Foi o único, a par dos rapazes aqui nos próximos dois parágrafos, que não dormiu em sentido.

(+) Fernando. Para ter sido um jogo perfeito só faltou um golo. Roubou pelo menos 10 bolas aos adversários, com cortes perfeitos, passes perfeitos, posicionamento perfeito e empenho perfeito. Parecia, a dada altura, que os dois colegas do meio-campo é que eram os toscos e que ele era o talentoso, o Fernando, o nosso Fernando, o gajo que não consegue passar uma bola a 20 metros sem rezar à santa para não acertar no treinador com muita força. Já disse que foi perfeito?

(+) Souza. É como se tivessem clonado o Guarín com as devidas alterações genéticas para lhe dar mais uns milhões de neurónios a funcionar. Sai muito bem do meio-campo com força e bom domínio de bola e parece que joga sempre com a cabeça levantada. E aquele golo é um portento, se descontarmos o entusiasmo do José Manuel Marques, que relatou um "grande golo" e o "momento da noite" com toda a euforia de quem está a cortar as unhas antes de ir para a cama. Gostei, quero ver mais.










(-) Permissividade defensiva. Foi algo que ainda não se tinha visto este ano. Vercauteren viu bem que Maicon tem a velocidade de uma tartaruga manca e aproveitou para colocar os avançados a fazerem-no correr pelo ordenado. Pois o nosso rapaz lixou-se e depois de uma primeira parte razoável acabou por ser quase sempre papado por quem quer que lhe aparecesse à frente. Álvaro também não cobriu a zona defensiva como devia, a somar à pouca força do meio-campo Moutinho-Belluschi, que só começou a ganhar bolas e a sair para o ataque quando ficamos a jogar contra 10. Villas-Boas esteve bem (talvez tenha experimentado demais quando ainda estava 1-0, mas compreendo dado o ritmo quase de treino) e "tapou" a zona com Souza. Melhorou mas não muito, então toca de inventar um 4-5-1 só mesmo para ver se colava. E colou, Ruben ajudou a bloquear qualquer hipótese de ataque decente do adversário a não ser pelas laterais. Ficou-me no entanto a impressão que contra 11 rapazes que saibam jogar à bola, podemos ter aí alguma chatice.

(-) Varela. Falei cedo demais depois do jogo contra o Benfica. Ainda está com ritmo lento e nota-se perfeitamente que não tem discernimento para ajudar na defesa, sabendo que não vai conseguir recuperar para pressionar no ataque. Mais uma vez muito trapalhão.

(-) 4-3-3 sem Hulk. Não vou falar de "Hulkodependência" ou qualquer chavão absurdo que a imprensa gosta de inventar. O que é certo é que a equipa perde sem Hulk em campo, e o 4-3-3 não é tão explosivo e dinâmico, especialmente com um meio-campo ainda sem ritmo. Ukra esteve nervoso todo o jogo e Varela, como disse acima, ainda não rende o que pode. Se calhar o 4-4-2 não está assim tão longe de ser uma realidade, pelo menos nestes próximos tempos...

(-) Genk. Juro que pensei que o Genk desse mais luta. É verdade que o penalty (onde não percebo que dúvidas haverá, palavra que não) não ajudou e a expulsão também não (mais uma vez, justíssima), mas estava à espera de mais da equipa que lidera o campeonato na Bélgica. Se estes estão em primeiro...como serão os que vão atrás?!...





Não estava à espera de um jogo fácil e houve alturas em que me enervou a displicência nalguns lances, mas estivemos bem. Uma vitória por 3-0 num jogo europeu é sempre positivo e retira pressão para a segunda mão. Lá estarei a bater palmas, mas antes...venha Domingo e o Beira-Mar!

Leia Mais...

Prestígios

Dizer que o FC Porto é favorito não só para a eliminatória contra o Genk como também para vencer a Liga Europa porque tem coeficiente mais alto e porque está habituado a jogar a Liga dos Campeões é o mesmo que dizer que o Braga venceu o Sevilha por 1-0 e como o Sevilha venceu o Barcelona por 3-1, que venceu a Liga dos Campeões há dois anos, o Braga é o maior candidato a vencer a Liga dos Campeões este ano.

Ou seja, uma falácia.

Como disse Villas-Boas, e bem:

"Grandes e pequenas equipas não se diferenciam dentro de campo pelo orçamento ou pelo prestígio. Se não enfrentarmos o jogo como devemos, com uma predisposição competitiva e agressiva, amanhã estaremos fora do estádio com um resultado negativo. Se formos agressivos e respeitarmos o Genk e mostrarmos qualidade, poderemos alcançar um bom resultado."

in O Jogo

Ponto final.

Leia Mais...

Planeta Azul Nº11 - Hartlepool United


Planeta Azul Nº11 - Hartlepool United











País: Inglaterra

Leia Mais...

O não-site

Palavra que não entendo. Não é a primeira vez que estas notícias são transmitidas aos adeptos através de outros sites que não o oficial e não compreendo a não-necessidade de dar a conhecer aos adeptos (para não falar nos sócios) as novidades pontuais do clube. Perdem-se oportunidades consecutivas de criar laços com os sócios e de fazer com que o site oficial seja o ponto de acesso primário a notícias do FC Porto.

Sem entrar em assuntos financeiros, até porque não sei que comunicados à CMVM fazem sentido e quais é que são para regulador ver, tome-se o caso de Sérgio Oliveira. É um jogador que foi elevado pelo clube a um patamar de grande vedeta e sustentáculo do futuro do clube, renovando até 2014 com uma cláusula de 30 milhões de euros. Apareceu como notícia no site oficial, cheio de pompa, até figurou na revista Dragões depois de jogar meia-hora na equipa principal.

Marty McFly, acelera o carro até uns meses à frente, faxabor. Obrigados.

Ontem, Sérgio Oliveira foi (e bem) emprestado ao Beira-Mar, onde vai ter hipótese de crescer, aprender a jogar entre os graúdos e começar a mostrar o talento que todos dizem que tem. Site oficial? Nada. Foi através do fórum SomosPorto e depois do MaisFutebol e da Bola que soube a notícia. Não faz sentido.

Grandes clubes têm sites oficiais com imensa informação e conteúdo e não se limitam a debitar wallpapers e a criar mini-lojas para vendas de produtos com o selo oficial. Acompanham os jogadores que emprestam (vejam estes exemplos, do Man Utd ou do Arsenal)

Desde já me candidato para fazer um site oficial como o do FC Porto. Arranjando um designer que há para aí aos pontapés e um semi-programador que saiba procurar scripts em sites gratuitos e temos um site funcional e bonitinho, que agrada claramente a quem não sabe o que procurar e que se contenta com decorações graciosas e comentários formatados.

É na comunicação, no contacto com os sócios que os clubes vivem, florescem e melhoram a relação com aqueles que, para todos os efeitos, fazem deles o que são. E lamento dizê-lo, mas os blogs fazem um serviço muito melhor ao FC Porto que o próprio site oficial. E não recebem por isso.

Leia Mais...

Porta19 entrevista Wim Nijst (Blauwwit.be)

Arranca hoje mais uma rubrica que pretendo seja regular aqui na Porta 19. Desde o início aqui desta brincadeira que me interesso por todos os sites e blogs de futebol, tanto do meu clube como os de outros clubes. É uma excelente forma de vermos o mundo com outros olhos, de partilhar experiências e de aprender com a maneira de pessoas diferentes analisarem o futebol segundo uma perspectiva pessoal, sempre com o amor ao clube como trave-mestra.

Assim sendo, e tendo em conta a pré-eliminatória da Liga Europa, fiz umas perguntas a Wim Nijst, gestor de um dos principais sites do KRC Genk na internet, o Blauwwit.be, um dos pontos mais dinâmicos na divulgação de notícias e opiniões dos fãs do clube belga.


Porta19: O FC Porto não disputa uma partida oficial frente a uma equipa Belga desde que perdeu em 2000 frente ao Anderlecht. Como é que o futebol evoluiu na Bélgica nos últimos 10 anos?

Wim Nijst: O futebol Belga tem vindo a descer de nível desde essa época. Até os nossos grandes clubes (Anderlecht e Club Brugge) não conseguiram bons resultados a nível europeu. Não conseguimos usar o Euro 2000 num bom sentido, as infraestruturas (estádios) não são nada do que deviam ser. A grande maioria dos estádios são antigos e demasiado pequenos. Nos últimos anos, no entanto, temos visto algumas mudanças. Muitos clubes tem planos para novos estádios (Club Brugge, Anderlecht, Standard Liége, Genk, GBA (Antuérpia), among others) que se estão a tornar extremamente necessário. O Genk já tem um belo estádio (23.000 lugares sentados) e a antiga bancada central foi reconstruída em 2008.
Focando-nos noutro aspecto, algo que está a mudar é a forma de trabalhar as nossas camadas jovens. Desde há alguns anos que todos os clubes estão a fazer um excelente trabalho com academias de formação. O Genk é considerada uma das melhores (senão a melhor) academia de formação na Bélgica, onde já produzimos vários talentos mas de onde também continuamos a perder muitos jovens jogadores para outros clubes. A Bélgica é um país pequeno e há muitos jovens talentos que vão para França (Lille), Holanda (PSV, Ajax) e Inglaterra (Arsenal, Manchester).


Porta19: A última vez que o Genk foi campeão da Bélgica foi em 2001/02. Quais são as expectativas para esta temporada?

Wim Nijst: Os últimos anos foram terríveis. Terminamos quase sempre fora do top 5 (mas conseguimos vencer a Taça da Bélgica em 2009) e no último ano acabamos o campeonato em 10º lugar (ou pior, nem me lembro). Mas graças à nova fórmula de play-offs conseguimos jogar na UEFA. Em Dezembro do ano passado contratámos um novo treinador (Franky Vercauteren) e ele mudou a equipa por completo. Continuamos a vencer e continuamos em excelente forma este ano. Depois de dois jogos na liga estamos em primeiro lugar sem perder um ponto, mas o mais importante é que estamos em boa forma e a qualidade do nosso futebol é, para os padrões Belgas, muito bom.
O objectivo este ano é o Play-off 1 (para clubes que terminem no top 6) e chegar à Europa (primeiros 4 lugares). Não há ambição de vencer o título a não ser que equipas como o Club Brugge, o Standard Liége e, obviamente, o Anderlecht não cumnprirem com as expectativas e só aí é que poderíamos ter alguma hipótese de chegar a campeões (nunca se sabe). É muito importante que vejamos bom futebol em Genk, já lá vai muito tempo, mas este ano temos uma equipa e um treinador que nos pode dar isso. O arranque e a alma estão em alta, esperemos que seja um excelente ano para o Genk!


Porta19: O que é que o FC Porto pode esperar quando visitar a Crystal Arena? Como é o ambiente dentro e fora do estádio?

Wim Nijst: O nosso não é o estádio mais barulhento do mundo :) Há pouco tempo atrás as pessoas costumavam dizer que era o estádio menos ruidoso na Bélgica. Nos últimos anos o ambiente mudou um pouco, criamos a "Tribune Zuid" onde todos os adeptos do Genk que querem entoar os seus cânticos e músicas estão juntos. Agora o ambiente é muito melhor, mas depende da qualidade do futebol que jogamos. Se é bom, a atmosfera é magnífica. No Porto o nosso apoio vai ser bom, o Genk é conhecido pelo seu excelente apoio em jogos fora de casa (o que é estranho tendo em conta a nossa reputação dentro de portas).
Os adeptos do Genk são normalmente muito amigáveis por isso não creio (tenho quase a certeza) que venham a haver confrontos ou agressões aos adeptos Portistas, por isso não há nada com que se preocupar nesse aspecto. Deixo uma dica para os adeptos do Porto: a cidade de Genk não é particularmente grande, por isso se querem ir dar um passeio aconselho irem à cidade de Hasselt que é perto (15 minutos de carro ou então podem ir de combóio ou autocarro, há boas ligações). Se quiserem mais informações, estou ao dispôr! :)


Porta19: Quem são os principais jogadores do plantel do Genk para esta época?

Wim Nijst: Os jogadores principais são:
  • Barda
  • Internacional israelita, avançado, não marca muitos golos mas trabalha muito para a equipa. É um jogador muito valioso para o clube (é também o mais bem pago, 1 M€/ano)
  • Buffel
  • Já jogou na Fiorentina e no Rangers, bom extremo-direito com excelente técnica e visão de jogo.
  • João Carlos
  • Brasileiro, muito bom defesa. Seguro, raramente recorre a entradas de carrinho. Não é muito rápido mas devia estar a jogar numa equipa melhor que o Genk. Muitos talentos têm tido a infelicidade de jogar em clubes mais pequenos com um presidente que não os deixam sair e ele ficou muito tempo no Lokeren. Com 28 anos é a altura de fazer uma boa época no Genk para se transferir para o clube que merece.
  • De Bruyne
  • Um jovem de apenas 18 anos mas é o melhor jogador que temos. É considerado um dos jogadores com futuro mais brilhante do campeonato Belga. Joga no meio-campo, tem boa técnica, grande visão de jogo e um remate poderoso. É o nosso melhor jogador e vai ter um grande futuro. Esperamos não o perder antes do final desta janela de transferências porque há muitos clubes interessados.


Porta19: Conhece os jogadores do FC Porto? Quem é que mais gosta/teme?

Wim Nijst: Claro que conhecemos os jogadores do FC Porto! Creio que estão a reconstruir a equipa, mas jogadores como Meireles, Moutinho e Hulk são muito conhecidos. Temos a noção que esta eliminatória será, a não ser que haja um milagre, o fim da nossa carreira na Europa. Vencer o FC Porto seria quase como vencer a Liga Europa. Não ficamos muito satisfeitos quando nos saiu o Porto porque estávamos à espera de uma equipa mais fácil como o Rapid Viena ou o (Litex) Lovech. Pensávamos que íamos conseguir entrar na fase de grupos mas talvez no próximo ano, ou talvez haja um milagre :)


Porta19: Porque é que tem um site dedicado ao KRC Genk? Por amor ao clube, como forma de divulgação online ou apenas por ser uma forma prática de organizar os adeptos?

Wim Nijst: É uma longa história. O clube tinha um website oficial para a comunidade, onde todos os adeptos do Genk (e de outras equipas) podiam conversar. Mas quando a equipa começou a não jogar bem houve muitas críticas à direcção e então fecharam o site para os adeptos que não tinham um lugar anual. Para além disso, só podiam colocar posts com o nome completo (nada de alcunhas). Os visitantes habituais não gostaram nada disto e então começaram o Blauwwit.be (que quer dizer Azul e Branco, as nossas cores) onde toda a gente era bem-vinda. Temos muito sucesso, com 4.000 visitantes por dia o que é muito alto para um site Belga. O site é pago pelos visitantes e fizemos uma pequena recolha de fundos onde conseguimos arrecadar mais de 1000 euros em dois dias. A base de adeptos é muito grande :)


Porta19: Para terminar, uma pergunta da praxe: cerveja Belga ou Portuguesa? Honestamente! ;)

Wim Nijst: Belga, sem discussão possível. A cerveja Belga é conhecida mundialmente, especialmente as cervejas especiais, para os adeptos Portugueses que venham à Bélgica têm de experimentar cervejas como Duvel (clara e muito robusta), Leffe (clara ou escura, robusta) ou Kriek (com notas de cereja, experimentem as marcas como Lindemans que são muito apreciadas pelas senhoras porque são muito doces). A nossa melhor cerveja é a Westvleteren, mas é muito difícil de encontrar. Foi escolhida pelo Michael Jackson (o jornalista apreciador e crítico de cervejas, não o cantor pop morto) como a melhor cerveja do Mundo.

Aproveito para agradecer ao Wim pela disponibilidade e bom humor. Só espero que não haja milagres na eliminatória!

Leia Mais...

Novo fórum: SomosPorto

Aqui há poucos meses surgiu na web um novo espaço de discussão de Portistas para Portistas, chamado convenientemente "SomosPorto". Já há vários foruns de conversa online mas dei lá um salto e gostei do que vi/li.

É um sítio amigável, onde o pessoal parece que vai com vontade de discutir e não apenas de seguir no carneirismo do costume, onde se exulta com as vitórias e se insulta com as derrotas, mas sim com uma veia construtiva e de debate correcto e saudável, sempre em prol dos melhores interesses do nosso clube. Com a eventual caralhada, claro, que a malta exalta-se sempre um bocado com o Mariano e com o Guarín, mas não digam nada ao Luís Horta para não haver chatices.

Já vão para 200 utilizadores (um deles sou eu) e mais 30 mil mensagens moderadas por um grupo de gente simpática, educada e Portista, tem tudo para ser um sucesso. Para além do mais até parece que gostam aqui do burgo, por isso só pode ser malta boa!

Pus um link na barra lateral para acesso rápido, por isso dêem lá um salto. Para quê estar a discutir no Relvado e aturar os gajos de outros clubes quando se pode conversar entre Portistas?

Leia Mais...

SportTV - Liga Inglesa


Como se já não houvesse futebol a mais na nossa televisão aparece agora mais uma opção para o proto-obeso lusitano se sentar em frente à televisão e alhear-se do mundo. O SportTV - Liga Inglesa é mais um canal do demo que nos alicia 24 horas com todos os jogos da Premier League e a promessa de futebol espectáculo todo o dia, todos os dias, mais uma tentativa de nos privar do salutar convívio em família, da partilha de experiências, dos passeios no campo ou na praia, daquilo que dá sal à nossa vida, que nos coloca num patamar acima dos símios, que nos faz mexer e conversar e viver, sem ligar a estas pantominas da bola que só servem para nos embrutecer e tornar mais conform...ei, espera, está a dar o Wigan contra o Blackpool! Até logo!

Leia Mais...

Baías e Baronis - Naval vs FC Porto

foto retirada do MaisFutebol

Um dos treinadores mais mediáticos em Inglaterra é Ian Holloway, actual líder do Blackpool, que chegou este ano à Premier League. Holloway é famoso não só pelo talento mas também pelas tiradas geniais com que presenteia os tele-espectadores. Uma vez, numa flash-interview após um jogo em tudo idêntico ao de hoje na Figueira da Foz, o então treinador do Plymouth disse qualquer coisa como isto: "Sabe, às vezes um gajo vai sair até um bar, começa a meter conversa com uma tipa, consegue metê-la num taxi e levá-la para casa. Ora a rapariga pode não ser a mais bonita do mundo, mas o gajo conseguiu enfiá-la no taxi e sempre compensa o café do dia seguinte. Às vezes uma vitória destas é exactamente isso: uma mulher não muito bonita."
Este jogo foi um exemplo perfeito da metáfora noctívaga que chutei acima. Foi fraquinho, mas temos mais três pontos do que no início, e isso é que importa. Vamos a notas:









(+) Helton Não está a dar hipótese a nenhum dos colegas de posição neste início de temporada. Tem estado seguríssimo e hoje foi mais um desses jogos, em que impediu alguns golos e se mostrou perfeito nos cruzamentos. É um excelente tónico para os defesas que jogam directamente à sua frente saberem que têm um guarda-redes em grande forma e que lhes dá segurança. Espero que continue, porque não querendo ser pessimista, já todos vimos o que o brasileiro começa a fazer quando se sente com confiança a mais...

(+) Fernando Com o apagamento de Belluschi e Moutinho no meio-campo, que levou Villas-Boas e colocar lá mais um jogador, Fernando foi o único a dar força e agressividade à zona do terreno que ocupa e até um pouco mais à frente, onde o treinador quer que jogue. Impecável nas coberturas e na orientação dos colegas, por diversas vezes vi Fernando a apontar para pedir deslocações laterais dos companheiros de sector e dá-me confiança vê-lo a jogar. Só gostava que soubesse passar a bola para a frente tão bem quanto o faz para o lado, tem que melhorar nessa área.

(+) Hulk Tirar Hulk de campo é arriscar demais. Nunca se sabe quando sai uma arrancada que leva 2 ou 3 defesas à frente. É verdade que continua a falhar em momentos decisivos, com um aproveitamento quase sempre negativo nos remates, que tem tanto de força como de fraca direcção, mas é um perigo constante.

(+) Maicon Está mais confiante e mais seguro nos cortes e na forma como domina a bola para sair com ela controlada. Quando chegar outro central e Maicon invariavelmente encostar, vai ser um rude golpe para o rapaz tendo em conta a forma como tem jogado.

(+) Villas-Boas Se a mudança de atitude na equipa ao intervalo se deveu a Villas-Boas, os meus parabéns. Admito que a primeira parte foi horrível, cheia de passes falhados, alheamento táctico e uma incrível quantidade de desconcentrações defensivas. A tarefa do treinador ao intervalo envolve também perceber isso e fazer ver aos seus jogadores que não podem continuar a encarar o jogo da mesma forma. A alteração táctica foi o que a equipa precisava, na altura certa. E ganhou o jogo com isso.









(-) Álvaro Pereira A pior exibição de sempre com a nossa camisola. Uma primeira-parte atroz do uruguaio, com falhas atrás de incríveis falhas, desconcentrações, faltas escusadas (quando o jogador da Naval cai na área, fico com ideia que antes de tropeçar sozinho, Álvaro ainda lhe toca ligeiramente, mas tudo nasce de mais uma distracção) e uma atitude perante o jogo que não lhe é habitual. Jogou a meio da semana mas isso não explica tudo. Aos 10 minutos e com a Naval já com 4 cruzamentos perigosos a partir do seu flanco, sem que houvesse intervenção activa para tentar interceptar qualquer um deles, deu vontade de entrar em campo e dar-lhe um par de estalos para ver se acordava.

(-) Varela Cansado, pouco inspirado e nada eficiente. Esteve muito longe do que mostrou na semana passada e saiu muito bem quando Villas-Boas decidiu alterar a formação táctica da equipa.

(-) Belluschi Não sei se ficou nas nuvens com os elogios (merecidos) que tem recebido, mas o Belluschi que vi hoje foi o que vi vezes demais no ano passado. Perdido em campo, a falhar passes fáceis demais para falhar e a rematar para o céu. Será mais uma época de alguns altos e muitos baixos? Espero que não.

(-) Primeira part...zzzzzzz Se não tivéssemos ganho o jogo, todo o capital de confiança que a equipa tinha ganho com os adeptos ter-se-ia perdido depois da primeira parte. Muito amorfos, com falhas "à lá 2009/2010", pouca pressão no meio-campo e Helton a intervir muito mais do que seria exigível. O problema deste ano está exactamente nesta flutuação de exibições que se os resultados forem negativos, acabará por ser passível de crítica por parte dos adeptos. As pessoas não admitem, com alguma normalidade, que uma equipa que joga de uma forma brilhante frente ao Benfica se possa apresentar uma semana depois desta maneira. A Naval não é o Benfica, mas os três pontos são importantes em toda e cada uma das 30 jornadas.



É ainda muito cedo para tirar conclusões acerca da forma como a época vai decorrer. Disse esta mesma frase depois do jogo contra o Benfica e re-afirmo o que disse. Uma coisa é certa, Villas-Boas conseguiu virar o jogo ao intervalo mas aparentemente não o conseguiu fazer desde o início. Algum cansaço, muita desinspiração mas acima de tudo pareceu-me que a equipa sofreu bastante perante uma equipa igual a muitas outras que vamos apanhar no decorrer do campeonato. E é contra essas que se ganha uma prova de regularidade. Há que melhorar, só precisamos de saber olhar para dentro e continuar a trabalhar para evoluir.

Leia Mais...

Entrevista de Pinto da Costa à revista Única

Com a devida vénia ao blog fromPorto, fica o link para o post deles onde se pode ler a entrevista de Pinto da Costa ao Expresso.

Só vou citar o primeiro parágrafo para dar uma ideia do que vos espera:

Chama o elevador para o relvado, entra e não resiste: "Este é o elevador Santana Lopes. Porque uma vez ficámos fechados aqui dentro e ele ficou aflito, a pedir-me para arrombar as portas".

Qualquer entrevista que comece com o Santana a fazer figura de parvo só pode valer a pena.

Siga.

Leia Mais...

Leonor, esse gajo porreiro

"HONESTAMENTE, nada tenho a censurar aos jogadores do Benfica na final da Supertaça no que diz respeito ao pouco entusiasmo e à reduzidíssima capacidade de concentração que exibiram no sábado passado em Aveiro. Eu própria, só mesmo à hora do jogo é que me lembrei que havia futebol e que o Benfica ia jogar. Isto para verem como uma pessoa pode desconcentrar-se facilmente em certos momentos que deviam exigir maior acuidade e empenho. Presumo que aos jogadores do Benfica tenha acontecido precisamente a mesma coisa. Pronto, passaram um sábado distraído e quando deram pela coisa já não havia nada a fazer. É normal, ao fim e ao cabo. A Supertaça não nos diz muito. O Benfica entrou em campo no sábado com um registo de 9-1 em finais perdidas para o FC Porto. Valeria a pena tentar reduzir para 9-2? Não, de modo algum, até parecia mal. Pessoalmente, prefiro 10-1 a 9-2, tem mais dignidade. 10-1 em finais da Supertaça perdidas para o FC Porto não é nenhum desastre. É apenas um depoimento sobre a dita competição, uma espécie de tese de pedantismo levado ao extremo."

Leonor Pinhão, in "A Bola"

Li e não fiquei surpreendido. Ou melhor, estranhei o uso do género feminino como "Eu própria", mas presumo que com as modernices que para aí vão, até os híbridos gostam de escolher de vez em quando um dos sexos. A parte do "Pessoalmente" também me fez alguma espécie pois parece referir-se a uma pessoa, vulgo humano, já que qualquer coisa como "Simiamente" parece fazer mais sentido.

Quanto ao conteúdo, é mais do mesmo. Estou a ponderar uma louca teoria em que afirmo que Leonor Pinhão é o nome artístico de Rui Gomes da Silva. Se o homem trocasse o fato por um outfit de lésbica pós-apocalíptica, aporcalhasse o cabelo e engrossasse a voz, estava lá certinho direitinho.

Como diz a minha cara-metade (que, não desfazendo o Pinhão, tem muito bom aspecto): "Quando o Benfica vence a Taça de Portugal, é a prova-raínha, caso contrário é só um mau adorno de sala de jantar".

E olhem que ela é benfiquista, tal como o Pinhão. A diferença é que pensa e usa os polegares, ao contrário do Pinhão.

Leia Mais...

© 2008 Por *Templates para Você*