Leonor, esse gajo porreiro

"HONESTAMENTE, nada tenho a censurar aos jogadores do Benfica na final da Supertaça no que diz respeito ao pouco entusiasmo e à reduzidíssima capacidade de concentração que exibiram no sábado passado em Aveiro. Eu própria, só mesmo à hora do jogo é que me lembrei que havia futebol e que o Benfica ia jogar. Isto para verem como uma pessoa pode desconcentrar-se facilmente em certos momentos que deviam exigir maior acuidade e empenho. Presumo que aos jogadores do Benfica tenha acontecido precisamente a mesma coisa. Pronto, passaram um sábado distraído e quando deram pela coisa já não havia nada a fazer. É normal, ao fim e ao cabo. A Supertaça não nos diz muito. O Benfica entrou em campo no sábado com um registo de 9-1 em finais perdidas para o FC Porto. Valeria a pena tentar reduzir para 9-2? Não, de modo algum, até parecia mal. Pessoalmente, prefiro 10-1 a 9-2, tem mais dignidade. 10-1 em finais da Supertaça perdidas para o FC Porto não é nenhum desastre. É apenas um depoimento sobre a dita competição, uma espécie de tese de pedantismo levado ao extremo."

Leonor Pinhão, in "A Bola"

Li e não fiquei surpreendido. Ou melhor, estranhei o uso do género feminino como "Eu própria", mas presumo que com as modernices que para aí vão, até os híbridos gostam de escolher de vez em quando um dos sexos. A parte do "Pessoalmente" também me fez alguma espécie pois parece referir-se a uma pessoa, vulgo humano, já que qualquer coisa como "Simiamente" parece fazer mais sentido.

Quanto ao conteúdo, é mais do mesmo. Estou a ponderar uma louca teoria em que afirmo que Leonor Pinhão é o nome artístico de Rui Gomes da Silva. Se o homem trocasse o fato por um outfit de lésbica pós-apocalíptica, aporcalhasse o cabelo e engrossasse a voz, estava lá certinho direitinho.

Como diz a minha cara-metade (que, não desfazendo o Pinhão, tem muito bom aspecto): "Quando o Benfica vence a Taça de Portugal, é a prova-raínha, caso contrário é só um mau adorno de sala de jantar".

E olhem que ela é benfiquista, tal como o Pinhão. A diferença é que pensa e usa os polegares, ao contrário do Pinhão.

8 comments:

missy. disse...

A senhora que faça as contas também sobre a quantidade de campeonatos perdidos para o Porto nos últimos 10 anos. Ah, espera, não lhe convém dizer que o Campeonato Português é uma competição pouco importante.

José Luís disse...

Admitindo que o futebol é como uma religião, em todos os clubes existem os mais moderados, os menos e... os Talibans (nota que, em concordância de género com o teu post mantive o artigo que define o mesmo).

Estes últimos, desde que não façam explodir bombas, acabam por ser importantes... para os adversários, porque são normalmente gurus com seguidores que não raras vezes entram em tal estado de alienação que acabam por fazer baixar o moral das tropas.

Por estas e por outras é que o Benfica não tem tido nos últimos 20 anos (à excepção talvez da época passada) a garra que diziam que tinha antigamente (que eu, apesar da minha careca, sou muito novo para o ter constatado), e a concorrência agradece!!!

Isto é um conceito bem antigo e bem conhecido, já o Sun Tzu dizia!

E já que falaste na tua cara-metade, manda-lhe lá uma beijoca aqui da família Carriço!

Anónimo disse...

"uma espécie de tese de pedantismo levado ao extremo"

Até que teve a sua dose de auto-ironia. Involuntária?...

:)

Jorge Coelho

APAP disse...

Esta senh... personagem... não estará a chamar maus profissionais aos jogadores do Benfica, pois não?

"Pronto, passaram um sábado distraído e quando deram pela coisa já não havia nada a fazer."

Se calhar entendi mal ;)

Steve Bracotelli disse...

Com que então... na cama com o inimigo, hein?

O Leonor é o tipo de pessoa que nem um murro nas trombas merece, até porque depois de levar o respectivo na fronha ficar-se-ia sempre na dúvida: Eu não acabei agora mesmo de lhe enfiar uma murraça com toda a força no focinho? É que ele está na mesma, não mudou nada.

E o texto do Leonor, sendo que ao escreve-lo ele sabe que é para ser publicado, ao ter aquele conteúdo passa a ser uma antítese de si mesmo.
Profundo este raciocínio, não?
Mas lógico.
Se a Supertaça não tem importância para quê publicar um texto sobre ela.
Já há muito que o digo; a desonestidade intelectual é uma característica muito própria dos benficoisas.
Não que outros não a tenham também mas eles, influenciados pela maneira de opinar na comunicação social, adoptaram esta maneira de ser e viver e já lhes está entranhado no ADN.

Deixa-los anda-los.

Revolta FCP disse...

Essa "coisa" é uma triste que simboliza tudo o que podemos detestar num lampião.

Só fazia bem parelha com aqueles inúteis da BenficaTV.

_-The_Matrix-_ disse...

Nota-se perfeitamente a azia da derrota contra o FC Porto. Foram para o jogo com o papo cheio e saíram de lá com as mãos a abanar.

Mas não deixa de ser engraçado ler estes textos, pelo menos para mim, farto-me de rir quando eles tentam minimizar as derrotas.

6012 - Azul desde 1971- disse...

Há coisas,muitas, nas quais estamos, verdadeiramente, em sintonia!
Queria dizer isto, logo pela manhã mas não consegui. Fica agora. A Leonor não usa, não usará, e é pedantismo levado ao extremo, da nossa parte, achar que algum dia os usará!

© 2008 Por *Templates para Você*