A incapacidade crónica do futebol português para competir

Uma das vantagens de consultar vários blogs é que nos poupa tempo quando há coisas que precisam de ser ditas, já que o mais provável é alguém tê-lo feito antes de nós. Assim sendo cá vai mais um bom artigo, como de costume, do Miguel Lourenço Pereira no "Em Jogo".

A ler aqui.

2 comments:

reine margot disse...

A juntar à incapacidade ( que se traduz em falta de competitividade, que - ó pescadinha de rabo na boca - só se ganha competindo) vale a pena falar dos tempos diferentes de preparação... talvez que o futebol das equipes (que estão referidas no artigo) seja o espelho de uma liga que não liga para estas coisas!...Ou seja, tudo joga contra. Parece quando um tipo começa a rebolar monte abaixo e a ganhar velocidade...A Uefa e a Fifa não são de todo inocentes nestas coisas; eles sabem bem ir aonde está o dinheiro... Competia a quem não o tem (nós) providenciar uma estratégia colectiva : façam um torneio de verão para as equipes que vão à europa, e convidem as da bielo-rússia ; encerrem a data das contratações em fim de Julho; façam o pino para saltarem os tostões dos fundos dos bolsos...
não é fácil reverter a situação,e a nós adeptos, que nos interessa os outros clubes?

Miguel Pereira disse...

Obrigado pela referência Jorge.

Reine,

Estou totalmente de acordo, um país que está na situaçao cronica em que sempre tivemos ja ha muito que devia ter uma estrategia delineada para esta circunstancia, sob a pena de repetir vezes sem conta o mesmo triste fado de equipa que vai à Europa, equipa que volta para casa com o rabinho entre as pernas.

Um abraço

© 2008 Por *Templates para Você*