Baías e Baronis - FC Porto vs Vitória Setúbal

Foto retirada do Maisfutebol

Hoje foi talvez o pior jogo da época do FC Porto. Podemos dizer que a equipa estava cansada depois da exibição de snowboard em Viena, mas não é suficiente para explicar o que não fizemos hoje. Não fomos práticos, não fomos eficazes, não fomos capazes de ultrapassar a ansiedade que levou a que o Setúbal, sem saber como, quase conseguisse sair da Invicta com um pontinho. Um penalty (que admito não existir) decidiu o resultado, outro penalty (menos duvidoso mas ainda assim...duvidoso) podia ter resolvido, se não tivesse havido um pequeno milagre que limpou a consciência dos jogadores. Foi mau e espera-se mais. Vamos a notas:









(+) Cristian Rodriguez Já aqui falei muito mal deste rapaz, acima de tudo pela ineficácia das suas exibições. Hoje não foi muito diferente, mas notei alguma vontade extra de mostrar serviço, talvez pela ausência forçada de Varela, o Cebola hoje foi mais Cebola do que tinha vindo a ser. Lutou imenso e a lesão vem lixar-lhe a vida novamente, numa altura em que parece haver uma praga do lado esquerdo do FC Porto.

(+) Hulk  Pelo penalty que marcou e pela constante tentativa de furar a recuadíssima defesa contrária. Não está no melhor momento de forma e continua a ser eleito o melhor jogador da Liga. Imaginem se estivesse a jogar ao nível do início da temporada...

(+) Guarín  Simples, rijo, prático. Recuperou bastantes bolas no meio-campo ofensivo e na segunda parte caiu em produção como o resto da equipa mas manteve-se forte contra uma equipa que não tinha um meio-campo fisicamente imponente, o que fez com que Guarín se destacasse pela positiva. Bons remates na primeira parte.

(+) Diego (guarda-redes do Setúbal)  A história do jogo podia ter sido completamente diferente se um dos 4 ou 5 excelentes remates do FC Porto nos primeiros 20 minutos tivesse entrado na baliza do Setúbal, mas Diego encarregou-se de desviar todas as bolas que lá foram parar. Muito seguro.










(-) Ritmo de jogo  Infelizmente não pude ir ao Dragão esta noite, mas ao ver o jogo pela ridícula emissão da TVI, que tinha deixado a gravar e que vi depois de chegar a casa, o sono quase se apoderava de mim. A primeira parte foi má e a segunda parte então foi má demais. É verdade que os rapazes estavam cansados, mas a forma como se deixavam antecipar por um adversário mais rápido e mais agressivo era marca de um jogo que todos queríamos que mudasse mas que ninguém quis pegar no facho. O ataque ineficaz e o meio-campo pouco móvel obrigaram a que os defesas subissem muito, e se Fucile adora fazê-lo, Emídio Rafael sofreu mais com a inépcia no passe que apresentou e a equipa perdeu bolas demais para o lugar que ocupa. Tem de fazer melhor.

(-) Assobios  Não se pode enfiar esta malta toda num daqueles "cones de silêncio" que o Maxwell Smart tinha para falar com o chefe? É que até parece mal ouvir estes portistas de algibeira a assobiar os jogadores que deveriam incentivar, que apoiam e que são os primeiros a aplaudir e a bater no peito em júbilo quando marcam um golo ou brilham com a nossa camisola...e que são também os primeiros a insultá-los e a considerar que não são merecedores de a ostentar. Lixo, meus amigos, lixo humano, e se algum desses estiver a ler as minhas palavras, que pense numa coisa: se é para isto que lá vão, deixem de o fazer. Prefiro ver cadeiras vazias a saber que está lá gente que não merece ser portista.



Foi mau, lento e muito diferente do que se tem vindo a assistir do FC Porto 2010/2011. O cansaço que começou a ser evidente na segunda parte não pode ser explicação para tudo e não fosse a falta de calma de Jaílson e podíamos estar a lamentar a perda de dois pontos que tanta gente no Dragão já começava a prever. Continuo a afirmar que estamos no bom caminho, mas é preciso manter o ritmo sempre de princípio a fim e apenas aqueles 5 minutos no início do jogo deram mostra do que podemos e devemos fazer. Ainda assim mais três pontinhos, vantagem de 8 pontos reassumida e candidatura ao título não beliscada. Avante!

18 comments:

Orgulhoazulebranco disse...

Espero que o cagaço que apanharam ontem lhes tenha,definitivamente,servido de alerta e os empurrem para aquilo que estamos habituados esta época.Please.Ou é preciso algo pior?Eu disse isto depois do jogo com o Portimão e não serviu de muito,espero que desta vez tenha mesmo resultado.Daaasssss

Anónimo disse...

Análise muito sóbria que subscrevo inteiramente. Apenas adicionava um baroni para o Otamendi - espero mais segurança de um seleccionado argentino.
Um abraço,
Filipe

ultrafcporto disse...

Caros amigos, hoje o jogo não foi tão bonito como o habitual, e por pouco não víamos dois pontos a desaparecer. A arbitragem também não ajudou, foi uma autêntica aberração. O que mais me chateia no meio disto tudo, é que vou ter que aturar durante a semana algumas galinhas, dizendo que fomos levados ao colo por Elmano Santos, e que é a fruta etc… Nós é que levamos com eles foda***
Cumprimentos,
ultrasfcportomatosinhos

Anónimo disse...

Excelente, Jorge. Fantástico, assim dá gosto.

Quanto ao assobio, confesso que é uma questão que me revolta cada vez mais. Tira-me do sério, deixa-me possuído, ainda mais em circunstâncias como as que estamos a viver este ano. É com agrado que leio cada vez mais opiniões neste sentido, é com frustração que vejo que nada muda.

O que se poderá fazer para mudar? O que se poderá fazer para retrair os retardados do assobio?

Isto sim devia ser alvo de um debate a sério.

Sócio 17994.

Anónimo disse...

Jogo de meter medo ao susto.

Vergonha, desilusão, tristeza.

Para mim foi um episódio grave demais de um ciclo pós-goleada que tem sido vitorioso mas tristonho.

O Porto quase tudo fez para não ganhar este jogo. Incrível como se entra e se sai com aquela apatia do jogo.

O jogo de Guimarães foi o primeiro em que se assistiu a desleixos, descompressões e asneiras. Pensei que não voltaria a acontecer, até porque isso resultou numa perda de 2 pontos num jogo que estava controlado pelo FC Porto, puro engano.

Os jogos com Portimonense, Moreirense e Setúbal, com elevada taxa de favoritismo deram extremos exemplos de sono colectivo e as situações vêm-se a repetir.

Não esperava isto e a desculpa de Viena não pega. Logo é melhor nem ir por aí, que soa ainda mais a jesualdismo e só estas exibições já chegariam para querer descolar disto.

O Emídio Rafael não dá uma para a caixa e nem a Viena foi. O Belluschi andou a dormir quase o jogo todo e só fez 20 minutos em Viena. O Hulk anda em descompressão e não parece que fosse por causa de Viena. O Cebola pouco joga e lesiona-se mais vezes que os outros jogadores todos juntos. O Micael anda sempre a reclamar titularidade sempre que abre a boca e sempre que entra não faz NADA!

O Moutinho que faz 90 minutos em Viena e é o que mais tem jogado e corrido em todos os jogos, hoje volta a ser o melhor em campo, a acorrer aos fogos todos em todos os setores.

Por isso, desculpas como Viena não pegam, há descompressão e facilitismo a rodos.

É óbvio que o plantel tem carências que as vitórias vão apagando e agora vêm à tona facilmente, por isso as barrigas gordas fazem tão mal, é inadmissível chegar ao ponto da exibição de hoje.


Hoje o FC Porto podia ter ficado a 6 pontos, num jogo perante um adversário débil, que o FC Porto tem obrigação de vencer no seu estádio!

Hoje fomos incompetentes e as consequências podiam ter sido graves.

Porque os 5-0 ao benfica e tudo o que está para trás pode ser deitado ao lixo se não ganhamos aos setubeis desta liga.


Por um milagre não perdemos 2 pontos. E toda a gente estava a prever uma desgraça com aquela exibição na segunda parte. Estava a ser tão mau que só podia dar desgraça. O Elmano agradeceu a ajuda.


Foi uma vergonha assistir a esta partida.

Displicência? Vaidade? jogar a passo?

Mas vocês já ganharam alguma coisa? Já estão de férias?

Um episódio é uma coisa, mas já se vÊm a repetir há muito, hoje foi o cúmulo e por milagre não teve consequências.

Vai continuar? Seguem-se 2 jogos quase a feijões em casa e depois uma dificílima deslocação a Paços.


Hoje até mete medo pensar ir a Paços. Espero que daqui a uma semana já não pareça.


É que de repente até parece que JEsualdo voltou ao banco e as bruxas saíram à rua.


Que pesadelo!

Anónimo disse...

Jorge, praticamente só sigo este blog quanto ao futebol diz respeito, os meus parabéns pelo mesmo. Seguia outro Portista, mas esse foi censurado, estando o blogue encerrado.

Assisti ao jogo de hoje e nem quis acreditar no que estava a ver.

O FC Porto entrou a passo, com o pensamento de que o golo cai a qualquer momento, a equipa demonstrou uma displicência e apatia de tal ordem que foi confrangedor assistir aquilo.

Depois do que aconteceu em Guimarães, quando a equipa adormece e perde 2 pontos num jogo "ganho", pensei que não voltaria a acontecer. Mas tem vindo a acontecer vezes demais ultimamente.

Hoje foi o cúmulo. E a desculpa de Viena não pega. Moutinho joga sempre e é sempre o que mais corre e luta. Hoje era vê-lo a apagar os fogos todos em todos os sectores.

Rafa e Cebola não jogaram e Viena. O primeiro não dá uma para a caixa e o outro invariavelmente lesiona-se.

Por milagre não perdemos 2 pontos hoje! O Porto hoje foi incompetente. E como a situação se tem vindo a repetir vezes demais alarma, porque se hoje o Porto fica com 6 de vantagem, a coisa complicava estupidamente.

Vamos a Paços e ia ser uma festa bem maior do que aquela que será organizada se o Porto não dá um grito de revolta contra o que se passou esta noite.


Hoje parecia estar Jesualdo no banco. E aquelas desculpas que não colam no fim de jogo pareciam mesmo o laçarote do ramalhete do jesualdismo.

Que pesadelo. Espero que o André não tenha conseguido dormir hoje, como foi possível tal coisa André? Que se passa?

Dragaopentacampeao disse...

A ideia com que eu fico é que, para os atletas, o campeonato terminou com a estrondosa vitória sobre os lampiões.

Daí para cá, os jogos realizados não tiveram a mínima qualidade, frente a adversários nitidamente mais fracos (Sporting e Rapid incluídos).

A excepção foi mesmo em Viena, face às difíceis condições climatéricas.

Por isso, ainda que reconheça o desgaste provocado no jogo anterior, não posso deixar de estar decepcionado com o comportamento da equipa.

A vitória de ontem foi muito lisonjeira.

Um abraço

Portuense Verdadeiro disse...

Boas Jorge !

Jogo fraquinho muito fraco mesmo...
A 1ª parte ainda deu para ter um cheirinho à PORTO mas aquele 2º tempo foi miserável com imensas desconcentrações que não podem nem devem ser desculpadas exclusivamente com o desgaste do jogo de Viena...

É certo que esse foi um jogo exigente pelas condições climatéricas extremas mas nos principais campeonatos de futebol joga-se sempre a um ritmo elevado e normalmente isso acontece duas vezes por semana...

Se queremos ser como os melhores, temos de caminhar nessa direcção e mudar as mentalidades...Não me venham com histórias...O Rafa falhou passes de caca e nem sequer jogou na Aústria...Mourinho jogou 90 minutos em Viena e 90 minutos ontem e foi para mim um dos menos maus...O cansaço pode explicar muita coisa mas não deve ser o bode expiatório...

Acho difícil encontrar Baías no jogo de ontem…Concordo contigo no Diego e no Guarin…O Cebola também não esteve mal…O Hulk discordo por completo…Para além dos livres disparatados, praticamente não consegui furar e foi apanhado na apatia geral da equipa…Acho que o Moutinho não esteve mal, mas não lhe dou um Baía…

Quanto ao ritmo de jogo também merece a minha concordância e o meu Baroni…Infelizmente julgo que o Fucile merece igualmente pelas desconcentrações que teve em dois ou três lances capitais e que nos podiam ter custado preciosos pontos…

Relativamente aos assobios, não acho que quem os faça seja menos portista...Fiz parte dos cerca de 19000 presentes...Ofereci o bilhete ao meu pai e lá gastei 30€ para um jogo fraco...Se me perguntas se fiquei com vontade de assobiar no fim? Fiquei! Não os jogadores...Mas o espectáculo em si! Se me perguntas se assobiei...Posso assegurar-te que não…Mas também não crítico indignadamente quem o faz…

Percebo a tua posição…Mas cada um tem o direito de demonstrar a sua opinião da maneira que considera mais correcta dentro dos padrões normais de uma vivência em sociedade…Os jogadores de futebol não podem nem devem ser imunes às críticas...

Sinceramente acho igual quando o gajo que está ao meu lado chama “filho da puta” ao jogador quando este falha o passe ou quando alguém assobia numa situação idêntica…São ambas críticas mas exprimidas de maneira diferente…São menos portistas que eu? Acho que não!

Todos nós, enquanto seres humanos estamos sujeitos às mais diversas assobiadelas da vida…Querer colocar os jogadores de futebol numa redoma de vidro acho que não faz muito sentido…

O que acho menos correcto é as assobiadelas serem durante o jogo…Concordo que a atitude geral tem de ser a de apoiar a equipa continuamente e no fim aí sim, cada um, perante a exibição e o jogo, tomaria a posição que a sua consciência dita…

Só que te esqueces que não estamos em Inglaterra, e para o bem ou para o mal, somos latinos e demonstramos aquilo que nos vai na alma sem grandes rodeios e no momento !!! Por isso julgo exagerado essa do lixo humano…Essa designação eu reservo, por exemplo, para todos os pedófilos deste mundo…

Quanto à arbitragem não costumo comentar, mas visto que os dois penaltis aconteceram à minha frente, e apesar de não ter visto ainda na TV os lances, a minha opinião é que são ambos muito forçados…Pelo que escreves, para quem viu na TV não é fácil discernir por isso julgo não estar assim tão errado…

Quanto à repetição do penalti, não sei se o árbitro tinha ou não apitado…O que tenho quase a certeza, é que quando o jailson rematou, já tinha um jogador do FCP (penso que o Sapunaru) dentro da área…Logo seria motivo para amarelar o Sapunaru e repetir o penalti…Escreveu-se assim direito por linhas tortas…

Mas infelizmente, esta arbitragem será motivo para os abutres do costume passarem a semana a indignar-se…Espero que o Schalke hoje faça jus ao nome e espete 4 batatas para calar esses abutres…

Abraço

Dragus Invictus disse...

Bom dia,

Previa-se um jogo que se complicaria com o decorrer do tempo, pois o esforço físico de Viena iria se reflectir no rendimento de alguns jogadores. O mais evidente foi o de Falcao, que estava completamente esgotado quando saiu. Mas também temos de dar mérito ao Setúbal que na segunda parte entrou afoito, com um jogador veloz Zeca, a causar muitos problemas, e a jogar com o passar do tempo e o enervar dos nossos jogadores.

Na primeira parte entramos bem, dominantes, e poderíamos ter resolvido o jogo, não fosse a nossa ineficácia, ou as excelentes intervenções de Diego.
Acabamos por marcar num lance que na minha opinião não é penalti, apesar de existir um ligeiro contacto físico, um pousar de cotovelo de Collin nas costas de Falcao. Eu sou apologista que o futebol sendo um jogo de contacto físico, não se podem marcar penaltis por qualquer disputa de bola.
Também o alegado penalti de Fucile é inexistente. Existe uma luta de braços dentro da área e Henrique deixa se cair. A falta existe sim à entrada da área com Fucile a agarrar com ambos os braços Henrique.

Na badalada anulação do penalti e consequente repetição, falta saber qual o motivo que levou o árbitro a tomar tal decisão.
Pitbull disse que estavam jogadores dentro de área, e que o árbitro mandou que saíssem. Pode-se ver neste vídeo vários jogadores a violarem a grande área http://www.youtube.com/watch?v=FkpOTmu1vZE.
Por sua vez o árbitro indica que não havia apitado.
Este é um péssimo árbitro, tornou complicado um jogo fácil. Ele não teve intenção de prejudicar FC Porto ou Setúbal, ele apenas é um árbitro que não vale nada. Quem tem coragem para marcar um penalti duvidoso no minuto 89, não o mandaria repetir se quisesse beneficiar uma equipa e prejudicar outra.
Quanto aos nossos jogadores, gostei da garra de Moutinho, Guarin, dos nossos centrais, de Hulk e de Cebola (primeira parte).

Fucile mais uma vez cometeu uma idiotice, tal como aconteceu em Guimarães, que nos poderia ter custado mais dois pontos perdidos.

Villas Boas ao tirar Rafa, foi porque Fucile não conseguia parar Zeca, e não porque Rafa estivesse mal.
Mas Fucile foi ao outro lado borrar a pintura.

Quanto ao pouco público no estádio, é compreensível, face às condições atmosféricas e dia da semana.

Abraço

Paulo

http://pronunciadodragao.blogspot.com/

João Castro disse...

Foi um jogo muito pobrezinho da nossa parte, cumprimos o nosso dever e entramos fortes e decididos mas o Diego defendeu tudo, depois não tivemos capacidade para mais, devido essencialmente ao cansaço.
Não se admite a entrada na 2ª parte, vergonhoso deixar uma equipa que nem 1 remate tinha feito durante 45m dominar nem que seja só por 15, ou 20m, deviamos ter entrado igual ao inicio do jogo mas não aconteceu, paciência, são 3 pontos essa é que é essa.
Arbitragem fraca mas não surpreendente, o normal da Liga Sagres, táctica do Manel também nos conformes para o pontinho e absolutamente vergonhosos os assobios de quem definitivamente não é Portista, rídiculos.

Cumprimentos

João Castro
http://somosporto.forumeiro.com/portal.htm

P. Ungaro disse...

O jogo de ontem foi fraquinho ... independentemente do jogo com o Rapid poder ter influencia no cansaço de alguns jogadores, não vejo justificação para não termos arrumado o jogo logo na primeira parte. E graças a estrelinha de campeão é que conseguimos os 3 pontos.
Espero que tenha servido de lição

Um abraço

http://fcportonoticias-dodragao.blogspot.com/

Dragus Invictus disse...

Bom dia,

Previa-se um jogo que se complicaria com o decorrer do tempo, pois o esforço físico de Viena iria se reflectir no rendimento de alguns jogadores. O mais evidente foi o de Falcao, que estava completamente esgotado quando saiu. Mas também temos de dar mérito ao Setúbal que na segunda parte entrou afoito, com um jogador veloz Zeca, a causar muitos problemas, e a jogar com o passar do tempo e o enervar dos nossos jogadores.

Na primeira parte entramos bem, dominantes, e poderíamos ter resolvido o jogo, não fosse a nossa ineficácia, ou as excelentes intervenções de Diego.
Acabamos por marcar num lance que na minha opinião não é penalti, apesar de existir um ligeiro contacto físico, um pousar de cotovelo de Collin nas costas de Falcao. Eu sou apologista que o futebol sendo um jogo de contacto físico, não se podem marcar penaltis por qualquer disputa de bola.
Também o alegado penalti de Fucile é inexistente. Existe uma luta de braços dentro da área e Henrique deixa se cair. A falta existe sim à entrada da área com Fucile a agarrar com ambos os braços Henrique.

Na badalada anulação do penalti e consequente repetição, falta saber qual o motivo que levou o árbitro a tomar tal decisão.
Estavam jogadores dentro de área, e por conseguinte, tal poderia ser um motivo para mandar repetir o penalti, aliás vê se o árbitro em dialogo, a mandar sair da área alguns jogadores. Mas como quem está em violação da grande área é um jogador do Porto, não há motivo para a repetição. http://www.youtube.com/watch?v=FkpOTmu1vZE
Por sua vez o árbitro indica que não havia apitado, tal como afiançou Pitbull.
Este é um péssimo árbitro, tornou complicado um jogo fácil. Ele não teve intenção de prejudicar FC Porto ou Setúbal, ele apenas é um árbitro que não vale nada. Quem tem coragem para marcar um penalti duvidoso no minuto 89, não o mandaria repetir se quisesse beneficiar uma equipa e prejudicar outra.
Quanto aos nossos jogadores, gostei da garra de Moutinho, Guarin, dos nossos centrais, de Hulk e de Cebola (primeira parte).

Fucile mais uma vez cometeu uma idiotice, tal como aconteceu em Guimarães, que nos poderia ter custado mais dois pontos perdidos.

Villas Boas ao tirar Rafa, foi porque Fucile não conseguia parar Zeca, e não porque Rafa estivesse mal.
Mas Fucile foi ao outro lado borrar a pintura.

Quanto ao pouco público no estádio, é compreensível, face às condições atmosféricas e dia da semana.

Abraço

Paulo

http://pronunciadodragao.blogspot.com/

Nelson Machado disse...

Parei de ler logo assim que cheguei à parte: "Um penalty (que admito não existir) decidiu o resultado, outro penalty (menos duvidoso mas ainda assim...duvidoso) podia ter resolvido,...".

Não duvido que o resto da análise seja bem feita mas um Portista escrever que o penalti do adversário era menos duvidoso... deixa-me fo****.
Não se vê em canal nenhum de ângulo algum imagens que mostrem com clareza o que se passou entre collants e Falcao no 1º penalti, no entanto o Jorge não duvida que foi mal assinalado e no segundo, que para além do que vi e julguei pela minha própria cabeça como sendo má decisão do arbitro também já li que realmente o arbitro esteve mal pois era falta fora da área, mas nesse segundo penalti o Jorge dá a entender que concorda mais com a decisão do arbitro(?!).
Não percebo não alcanço nem entendo. Se isto fosse um blog "isento"(como o Jorge diz tentar ser) de um benfiquista até percebia, pois seria uma isenção a puxar para o seu lado mas um blog Portista a puxar contra o seu clube?

Bem... é só a minha perspectiva da coisa.
Espero não ser mal interpretado. Não quero que este blog seja um "ceguinho azul e branco" mas quanto a esta análise acho que foi demasiadamente amiga dos outros e até mesmo pouco isenta para com "a sua própria dama".

Anónimo disse...

Ó cchini, que imaculado que está o teu blog!! Desculpa lá ser sincero contigo, mas os amigos têm destas coisas: o sucesso do teu blog entre os portistas tornou-o numa monumental seca! Parece que agora não queres desagradar os teus camaradas de clube. Escreves de uma forma que nem reconheço! Como é possível resumires o jogo de ontem sem mencionar o meu "compatriota" El-mano Ladrão Santos!?!? É nisto que se tornou o debate futebolístico em Portugal? Viramos a cara para o lado desde que nos interesse e fingimos que o mundo é perfeito vestido de azul e branco?!? Deixei de vir aqui pq percebi que isto é apenas texto para agradar a dragões... e vou continuar sem aparecer por cá... isto devia ajudar-vos a perceber porque que é que os jornais, tvs e rádios só dão vermelho, porque se discute tudo o que se passa no reino vermelho. Aqui, percebe-se, não há nada para discutir... é tudo perfeito...

porta10a disse...

Caro Jorge,
não dar um Baroni ao pobre Elmano pela vergonha de arbitragem no Dragão é como não dar um Óscar ao Robert de Niro pelo filme Raging Bull...
O penalty a vosso favor é para escangalhar a rir...
O penalty contra é para rir, mas a repetição do mesmo é de ir às lágrimas de tanto rir...
Houve claramente um mau jogo de duas equipas. Na 1ª parte o FCPorto poderia ter arrumado a questão mas, quer queiram quer não, este jogo fica marcado pelos bons préstimos do pobre Elmano.
Na 2ª parte houve Setúbal, porventura insuficiente. Mas Deus teima em escrever direito por linhas tortas. E na sua infima bondade ía compensar os sadinos. Mas por vezes colocam Santos pelo caminho e os mesmos teimam em contrariar a vontade Superior.
E assim foi.
Desta Caríssimo Jorge e restantes Portistas... não se queixem.
Saudações Desportivas

Jorge disse...

@anónimo da terra do elmano: desta vez concordo contigo mas não pelas razões que apresentas. já me viste várias vezes a discordar das arbitragens tanto quando são contra o FCP como a favor, e desta vez até podia ter dado um Baroni ao árbitro, mas não o fiz porque os erros foram apenas nos lances dos penalties. normalmente zurzo nos gajos do apito quando os erros atravessam o jogo todo e este não foi o caso. como pudeste ler no primeiro parágrafo, o homem errou e muito, mas como de costume considero-o um mau árbitro, não um árbitro tendencioso. este foi o gajo que marcou dois penalties contra nós no Dragão (oh, inclemência) no ano passado contra o Leiria, rapaz! quando são justos, aponto. quando não são, também aponto. não escrevo para agradar a Dragões nem a não-Dragões, escrevo o que acho, já sabes. e desta vez foi só mais um erro :) abraço, amigo!

@porta10a: às vezes calha deste lado, outras vezes calha do lado dos outros, pá...os penalties foram realmente estranhos, mas aconteceram e a única coisa que me apraz dizer é: "mas ainda deixam aquele fulano arbitrar jogos?!"

@Nelson: já cá vens há muito tempo e sabes que não invento crónicas para agradar a ninguém :) se escrevi aquilo foi porque depois de ver os lances, foi com a ideia que fiquei! agora puxar contra o meu clube?! jamais. escrever o que penso só porque é desfavorável ao meu clube? custa, é verdade, mas foi assim que vi o lance... abraço!

José Luís disse...

Eh, pá, a conversa já vai longa, toda a gente a bater nos mesmos ceguinhos, mas ninguém parece ver que há mais quem mereça um Baroni.

Ok, que o FCP não terá feito um bom jogo na 2ª parte, houveram demasiadas distrações inadmissíveis. Também pareceu, contudo, haver falta de força física após o desgaste. Acho que, se o Pinto tivesse mandado vir uns 30 sacos de neve a 2ª parte podia ter sido bem melhor...

Também é verdade que o árbitro manifestou... incompetência, não me pareceu tendencioso. Por exemplo, não ter mostrado amarelo ao Diego, que desde os 5min retardava o mais que podia os pontapés de balizas, e o ter feito ao Helton na 1ª oportunidade. Os penalties são ambos de difícil julgamento, e o árbitro só deveria ter marcado se tivesse certezas, por isso, não acredito que tenha sido para beneficiar ou prejudicar alguém, é mesmo incompetência!

Posto isto, e o meu Baroni vai para... o velho Manel. E velho com vários sentidos. Até mesmo naquele sentido de ter tido um discurso do pontinho durante a semana, após o jogo reconheceu (pudera!) que tinham vindo para retardar o 1º golo o mais possível. E, por amor de Deus, aquela 1ª parte do Vitória foi confrangedora! Por isso, acho que treinadores como ele são de facto velhos, do séculos passado, já não se usam, e é por isso que o campeonato português não tem a atractibilidade (não sei bem se a palavra existe, se não acabou de ser inventada) de outros campeonato, porque esses treinadores matam o futebol. Teve um bom passado como jogador, mas como treinador nem pouco mais ou menos. Concordo com ele na parte em que também acho que devia de abandonar o futebol, em minha opinião poderia falar com o Salvador Caetano, já que tem tanta experiência a montar... autocarros!

Quanto aos assobios, enfim, gosto tanto disso como ouvir a claque a cantar SLB ou a dar olés ao Limianos!

Jorge disse...

Acho que o Porto entrou bem para resolver o jogo na primeira parte. Teve algum azar, ja que poderia ter acabado a primeira parte a vencer por 2 ou 3 a zero.
Na segunda parte o cansaco do jogo de Viena foi evidente. Nao foi por ser um jogo a meio da semana, mas por ter sido jogado na neve o que e bastante mais dificil fisicamente do que parece. Os musculos ainda responderam bem na primeira parte apos um bom aquecimento e a equipa pareceu jogar normalmente mas ao intervalo, dado a sobrecarga a que foram submetidos a meio da semana, arrefeceram e enrigeceram e foi o que se viu. Uma segunda parte em que os jogadores se mostraram mais lentos, os passes menos precisos e as decisoes menos acertadas. Fez lembrar os primeiros jogos de pre-epoca quando os jogadores sao submetidos a sobrecargas fisicas.

© 2008 Por *Templates para Você*