Baías e Baronis - FC Porto vs Rio Ave


Há uma imagem que me vai ficar na cabeça deste jogo, para lá da excelente jogada de envolvimento que deu o golo de Varela. Há um lance a meio da segunda parte em que durante mais uma das jogadas em que a bola rondou a baliza de Helton, um dos defesas (sinceramente já me esqueci quem foi) que está a entrar na pequena área na direcção da baliza, na altura a ser pressionado por um dos esforçados jogadores do Rio Ave, olha para o nosso guarda-redes e vendo-o perto da linha de golo...atrasa-lhe a bola na direcção da baliza. Este desnorte, fruto sabe-se lá do quê, está a contagiar toda a equipa e é perigoso porque está a colocar por terra a imagem que tínhamos vindo a criar no país e no mundo nesta temporada. Três pontos foram ganhos, objectivo "mínimo dos mínimos" conseguido. Uff. Venham as notas:










(+) Varela  Teve um início forte e rápido pela ala, num arranque de jogo em que o FC Porto trocou repetidamente as posições do ataque, com Hulk a vaguear do centro para a ala e Varela a surgir muitas vezes como ponta-de-lança. Foi aí que apareceu num cabeceamento "textbook" (ou "como mandam as regras", como se diz cá), acabando por fazer a diferença. Mais alguns bons arranques na primeira parte, acabou por perder força e pernas depois do intervalo.

(+) Sereno  É um exemplo pela dedicação, agora que está mais calmo. Se continuasse como no início da temporada, não conseguia de certeza terminar um único jogo com as nossas cores, mas parece que aprendeu a jogar com mais calma e a manter a mesma determinação que mostrava e que estava claramente a ser mal direccionada, quer pelo nervosismo quer por inadaptação. Sabe que não sabe muito e como sabe que não sabe, não inventa. Surgiu bem pelo flanco e não fez melhor porque, sinceramente, não podia.

(+) James  Tenho ouvido muitas críticas ao jovem colombiano. É o que acontece com todos os "boy wonders" que já aparecem com um rótulo de craque e que aos olhos de muitos não correspondem às expectativas. James é um exemplo perfeito dessa dualidade entre a imprevisibilidade da adaptação a uma vida nova e a necessidade de vincar a diferença na sua profissão. James tem talento, é inegável, e na minha opinião está a justificar a titularidade na ausência de Falcao. O toque de bola é bom, o remate é forte e bem colocado e a visão de jogo parece acima da média. Continua-lhe a faltar calo, mas isso só se ganha jogando. Vejo boas coisas para este rapaz no futuro de azul-e-branco.












(-) Fernando  Desde que regressou da lesão é possível contar pelos dedos de um mau marceneiro os bons jogos que Fernando fez pelo FC Porto. Hoje, à semelhança do que tinha acontecido na quarta-feira contra o Benfica, fez asneira atrás de asneira com passes para o adversário, falhas posicionais e de acompanhamento das jogadas e uma insuportável tendência para caminhar mais com a bola do que deve, o que levava quase invariavelmente a enfiar-se num buraco onde só havia gajos de verde e branco. Pelo que já vimos de Guarín este ano, Fernando não está a merecer ser titular.

(-) Ruben Micael  Mais um jogo, mais uma oportunidade perdida para marcar pontos pela titularidade. Não sei o que se passa, sinceramente, mas começo a perder a paciência com o madeirense. É provável que a culpa seja um pouco derivada da minha exigência como adepto. Enquanto que com jogadores como Guarín ou Mariano, os níveis de qualidade mínima são mais baixos do que com jogadores como Ruben, Moutinho ou Fucile. Quando já se mostrou qualidade e quando reconheço que o rapaz pode e deve fazer muito melhor, o patamar exigível sobe e perdoo menos algumas falhas ou maus comportamentos. Ruben está actualmente a ter o mesmo efeito no jogo da nossa equipa como um camião cheio de estrume tombado numa auto-estrada.

(-) Hulk ao meio. Novamente.  Já por várias vezes falei disto, mas continuo a bater na mesma tecla. Não quero acreditar que há problemas pessoais entre Villas-Boas e Walter porque seria pura especulação da minha parte. Até posso perceber o uso de Hulk ao meio proporcionando a James e a Varela a capacidade de criação de jogadas ofensivas. Mas Hulk não rende nem metade naquela zona do que poderia render numa ala e Villas-Boas está a insistir numa solução que não é a melhor. Pode achar que "dá para safar", mas não dá. E continua a chatear os adeptos quando não escolhe Walter sem explicar porquê. Não chega, André.

(-) Intranquilidade  A súbita inércia e letargia que invadiu as mentes e almas dos jogadores portistas nos últimos tempos é estranha e assustadora. Jogadores que mostraram excelente futebol, organização táctica e solução diversas para se soltarem da grande maioria dos problemas que nos foram colocados...fizeram o jogo que viram hoje. A minha cara-metade, sábia na questão da psicologia empírica (sem ironias, a miúda é daquelas pessoas que tem o dom de ler bem as pessoas), diz-me que lhe parece que os nossos putos estão desabituados de perder e que a derrota com o Benfica lhes abanou a cabeça. Ela é benfiquista, mas não diz isto por mal. E não lhe quero dar razão...mas que me parece correcto, lá isso...



É verdade que os momentos que vão ficar para a história deste jogo se reduzem a um resultado: 1-0. É pouco para uma equipa com o nosso talento e com a capacidade de gerar futebol bonito e vistoso como já fez este ano. Mais importante ainda, é estranho para os adeptos que se habituaram a ver jogadas fluidas e bem engendradas a transformar-se num conjunto de jogadores amorfos, nervosos e pouco confiantes. Todos estes problemas começam a compôr um quadro complicado quando vemos que a baixa de forma que se verificou em Janeiro se está a estender e até a agravar em Fevereiro. Vem aí o Sevilha e nesta altura devíamos estar a jogar bem mais do que estamos a mostrar...

13 comments:

ultrafcporto disse...

Caros portistas, foi um jogo quanto a mim fraquinho sem futebol espectáculo, excepto a jogada que começou em Sapunaru, passou por James, cruzamento de João Moutinho e cabeceamento certeiro de Varela. Um excesso de faltas de ambas as equipas por demais mesmo valeu os 3 pontos e pouco mais. Continuo eu e muitos portistas como eu sem perceberem o porquê de a não convocação do avançado Walter que custou 5 Milhões aos cofres do clube.
Cumprimentos,
www.ultrasfcporto.com

Mundo Azul disse...

Subscrevo praticamente tudo, mas não posso deixar de discordar com o "Baía" do Sereno.

Pode ser esforçado e não meter a água que já meteu, mas o rapaz é central e nem o pé esquerdo sabe usar, isto quando temos uma opção de luxo comparado com ele para a mesma posição.

Trata-se de uma das muitas teimosias de André e dos casos que ninguém entende.

Jogamos com 3 centrais e sem ponta de lança frente a um dos últimos classificados, que está em crise, em pleno Dragão.

Índices físicos e psicológicos paupérrimos, quando vamos entrar numa das semanas mais decisivas da temporada.

As declarações de André têm vindo a ser cada vez piores, areia e mais areia, para isso que fique calado.

http://thebluefactoryofdreams.blogspot.com

Orgulhoazulebranco disse...

DUDE WTF?!?!
Mas o que é que se passa com estes tipos? Entram bem no jogo e depois puufff...e já não é a primeira vez,nem a segunda,nem a terceira,enfim..

Jogar sem ponta-de-lança não dá,assim é difícil.Dos três da frente quem é que supostamente joga no meio?É que muitas vezes criavam-se espaços nas alas,faziam-se cruzamentos e não estava lá ninguém para os aproveitar,minha nossa...

Antes as conferências do AVB tranquilizavam-se,agora preocupam-me ainda mais,ele não vê ou não quer ver o que se passa?

Fernando --> banco JÁ
Falcao volta depressa por favor.Mas ausência do Radamel,e já agora do Palito, não explicam tudo.É impossível não sentir preocupação com este estado de coisas.Fuck

Jorge disse...

Estou a gostar muito do James especialmente quando comparado com o Hulk dos ultimos jogos.
Da melhor sequencia as jogadas e ja parece ter adquirido niveis de maturidade e discernimento que por vezes parecem faltar ao Hulk.
Concordo com o que dizes do Fernando, e talvez o Jesualdo tenha percebido que o Fernando tem de jogar como uma especie de defesa central, jogando a bola ao primeiro toque e nao tentar sair a jogar. Parece-me que nao consegue discernir os momentos em que pode sair a jogar com a bola controlada ou jogar a bola de primeira, por isso talvez seja melhor interdita-lo de sair a jogar.

João disse...

Boas Jorge,

Concordo com o Mundo Azul. O Sereno não me convence a lateral até pq no jogo houve 2 ou 3 lances em q ele perde a bola e num deles o arbitro até podia ter marcado penalty.

Mto fraco, continuo a não perceber o AVB. O Fernando está uma sombra do que era, não dá segurança a perder bolas daquela maneira.

Acho que foi tão fraco o jogo que não conseguia dar nenhum Baía... :)

Abraço,
João

The Blue Factory of Dreams disse...

Para amenizar um pouco o ambiente, o Sevilha também soluçou e o Iturbe marcou um golaço, prestem atenção ao miudo.


É preciso trabalhar muito e melhorar muita coisa para os jogos que aí vêm...ninguém esperava ver um AVB tão teimoso e a atirar tanta areia para os nossos olhos...que dê um passo atrás e pense, reflicta e corrija. +E o que desejo.


http://thebluefactoryofdreams.blogspot.com

Dragus Invictus disse...

Bom dia,

Ontem até entramos bem no jogo e tivemos uma meia hora em que marcamos um golo, e podíamos ter marcado um outro ... mas eis que entramos num ritmo lento, os nossos jogadores começaram a ficar intranquilos, e o jogo a ser constantemente parado com imensas faltas assinaladas.

Tivemos uma segunda parte, que embora o Rio Ave não tenha tido uma real oportunidade de golo, tornou-se para nós adeptos um autêntico filme de Sir Alfred Hitchcock. Muito suspense até final, e sempre impacientes e temendo que o Rio Ave num lance de erro defensivo nosso marcasse e empatasse a partida.

Valeram na equipa as exibições de Rolando, Sapunaru, Sereno, Moutinho, Ruben (a espaços) e James ... e o melhor em campo Varela.

Hulk esteve apagado, Otamendi intranquilo e Fernando bem nas recuperações mas mal na entrega para sair a jogar.
Walter faz falta como alternativa de banco. Espero que o apelidado no Brasil "garoto-problema" esteja a ser um bom profissional, e que estas suas não convocações, não sejam fruto da sua conhecida indisciplina.

Vamos ter dois duros testes (Braga e Sevilha) e espero que Falcao recupere para que possamos ter mais alternativas de área.

Abraço e boa semana

Paulo

http://pronunciadodragao.blogspot.com/

Hintze disse...

Isto não é ópera, não é futebol, não é nada...
Baía para Sereno é um exagero. Fernando é mais central do que trinco. Uma mensagem para AVB, pal boca morre o peixe...

reinododragao.blogspot.com

P. Ungaro disse...

Bom Dia,

O jogo de ontem não foi brilhante, um bom inicio e prometedor mas depois o Rio Ave conseguiu crescer, muito por nossa culpa e mais uma vez uma lesão ja não bastava o Falcão, o Palito, o Rafa agora o Sereno que pelo que apresentou é melhor defesa esquerdo que central na minha opinião, e assim é dificil conseguir o equilibrio da equipa, no entanto conseguimos o mais importante, uma vitoria, 3 pontos e continuamos a 11 dos bermelhos.

Um abraço

http://fcportonoticias-dodragao.blogspot.com

reine margot disse...

Está tudo zangado, sem grandes razões para isso; lembro-me no tempo do Mourinho termos feito jogos para o campeonato que eram pior do que cuspir na sopa, e "no pasava nada"!
de quantos jogos chatos se fazem campeões?... de muitos...
a equipe não joga o que jogou?
certo, mas quando o benfas não jogava o que agora joga, perdeu. E, nós já perdemos para o campeonato?

No final fica uma palavrinha para o Fucile que entrou muto bem...

Dragaopentacampeao disse...

Jogo para contemplar com muitos mais Baronis que Baías!

Mais uma exibição descolorida, medíocre, sem chama, sem criatividade, sem estética, sem consistência sem quaisquer virtudes capazes de entusiasmar os adeptos, mesmo os menos exigentes.

O que se passa afinal? As ausências de Álvaro Pereira e Falcao não podem justificar tão impressionante abaixamento de nível!

Cansaço? Sobrecarga de jogos? Tudo isto junto contribuirá para um menor rendimento, mas assim tão baixo começa a ser preocupante.

O golo de Varela concretizado muito cedo devia ter dado o alento para uma performance mais positiva e serena. Contudo, inexplicavelmente, os jogadores enveredaram por uma toada morna, cinzenta, intranquila e vulgar. O pior é que à medida que o tempo avançava mais a equipa portista mergulhava numa incrível mediocridade. Era impossível não se ouvirem assobios. A jogar desta maneira queriam o quê? Vivas e olés? Tenham dó!

O melhor foi mesmo o resultado e os três pontos da vitória. Valha-nos isso!

Se continuarmos assim, não sei não!

Um abraço

AZUL DRAGÃO disse...

..."Vejo boas coisas para este rapaz no futuro de azul-e-branco."...


E eu também !

joshua disse...

Parece que o Walter recebeu um castigo interno do Clube por preferir ver streep ao justo descanso.

Tem de perder peso e conter as hormonas. Com ele em campo, as dinâmicas de jogo seriam outras.

© 2008 Por *Templates para Você*